Entenda a importância de Nipsey Hussle, artista morto à tiros, para a sua comunidade

Entenda a importância de Nipsey Hussle, artista morto à tiros, para a sua comunidade

Por CONVIDADO THE GAME

Por Felipe Bichara

Nipsey Hussle, rapper americano, faleceu após ser baleado diversas vezes na noite de domingo (31). O crime aconteceu em frente à sua loja de roupas “Marathon Clothing Company”, em Los Angeles.

O artista foi levado às pressas para o hospital, mas não resistiu. Além dele, outras duas pessoas ficaram feridas em estado grave. O assassino já foi reconhecido (Eric Holder, de 29 anos), mas está em liberdade, após ter conseguido fugir da cena do crime de carro.

O local onde nasceu está em choque e todos estão muito abalados. Além da figura de rapper, o mc era considerado filantropo, ativista e líder da comunidade.

Segundo relatos, no dia seguinte da sua morte ele iria se encontrar com chefes da polícia de Los Angeles para pensar em soluções para acabar com a violência de gangues e livrar as crianças desse caminho.

Outro projeto de Nipsey é um espaço em Los Angeles, que tem o intuito de captar e desenvolver jovens talentos para oportunidades no Vale do Silício. Hussle também estava envolvido em um projeto artístico chamado de “Destination Crenshaw”, que é um museu ao ar livre que celebra e revitaliza a “Los Angeles Negra”, novamente dando importância às suas raízes e local de onde veio.

Dentre tudo isso, durante sua curta vida, Nipsey ainda investiu na revitalização da pista de patinação, muito famosa nos anos 80 e 90, considerada um lugar “gang-free”, ou seja, seguro para crianças se divertirem.

Alguns meses atrás o cantor anunciou, também, que estava trabalhando em um documentário sobre o Dr. Sebi, um patologista, fitoterapeuta e bioquímico. Era conhecido, principalmente, por ter descoberto uma possível cura da Aids e, em 2016, foi morto de forma misteriosa após ser preso. Com o lançamento do documentário, a indústria farmacêutica iria enfraquecer ou até mesmo quebrar. 

Isso gerou uma série de teorias sobre a morte do cantor, já que suspeitas alegam que o Dr. foi morto pela indústria farmacêutica, podendo Nipsey ser apenas mais uma vítima.

Ainda não se pode confirmar quem mandou executar o artista nem sob quais motivos, mas pode-se firmar uma linha de investigação baseada nisso.

Isso mostra que Nipsey era muito mais que apenas um artista. Era um influenciador e líder na sua comunidade, era uma esperança para os mais jovens e um porto seguro da arte no meio do caos urbano.

Uma perda lastimável para a música, cultura e arte.

Uma coisa é certa: sua ideologia e legado nunca morrerão.