Executiva da Nike se demite após relatos de ligação com a revenda de tênis do filho

Executiva da Nike se demite após relatos de ligação com a revenda de tênis do filho

Por RODRIGO DHAKOR

A mais recente chefe de negócios da Nike na América do Norte, Ann Hebert, deixou a fabricante de calçados e roupas esportivas. A saída de Hebert segue um relato de que seu filho usou um cartão de crédito em seu nome para comprar tênis para revender.

A Bloomberg Businessweek relatou que Joe Hebert, um dos maiores resellers da costa oeste americana e filho da então vice-presidente e gerente geral da divisão América do Norte, usou um cartão de crédito com o nome de Ann Hebert para comprar tênis para seu ponto de revenda, a West Coast Streetwear

A saída de Ann foi confirmada quando imagens de um memorando interno da Nike começaram a circular, dizendo: "… Ann Hebert, VP / GM, North America Geography decidiu deixar a Nike, imediatamente. Agradecemos a Ann por seus mais de 25 anos na Nike e desejamos-lhe tudo de bom".

(À esquerda uma captura de tela do memorando interno e à direita o relatório confirmando a saída de Ann - Fotos: Reprodução)

artigo da Bloomberg Businessweek divulgado na semana passada sobre Joe de 19 anos, revelou que ele usou e gastou mais de U$ 100.000 no cartão de crédito de sua mãe para comprar tênis limitados com descontos na Foot Locker e vendê los a preço de resell.

A publicação estabeleceu uma conexão mãe e filho entre o responsável por trás da West Coast Streetwear e a executiva da Nike, mesmo Joe insistindo que não fosse incluído o fato no artigo.

A imprensa entrou em contato com Ann e com a Nike para demais comentários. Enquanto Ann não relatou nada, um porta-voz da Nike confirmou que Ann já havia revelado os negócios de seu filho em 2018 e a empresa não encontrou violação das políticas da empresa.

Procurada, a West Coast Streetwear não quis comentar sobre o assunto. Outro porta-voz da Nike disse à imprensa que Herbert tomou a decisão de renunciar e não quis comentar mais nada.

(Postagens no Instagram de revendedores de tênis. Fotos: West Coast Streewear / @ 510KICKS ) 

Joe, em entrevista, reconheceu e apenas comentou que sua mãe era bastante importante na empresa para ser "afastada" do cargo que estava lotada. Ele ainda reiterou que nunca havia recebido informações privilegiadas, como códigos de desconto e/ou outros meios de facilidades de sua mãe.

O jovem, conhecido também por seus clientes como West Coast Joe, é um dos inúmeros revendedores que aproveitam a oportunidade de tratar os calçados como uma classe de ativo financeiro e/ou investimento em um mercado que cresce a cada ano. Como já se sabe, revendedores como Joe usam a "artimanha" e a tecnologia para explorar um sistema que não estava-está ainda totalmente pronto para eles.

Depois de trabalhar em vários cargos de vendas na Nike, desde 1995, Ann deslanchou dentro da empresa e ocupou vários cargos, incluindo chefe de vendas na América do Norte, chefe das divisões da Ásia-Pacífico e América Latina e, por fim, chefe da América do Norte - um emprego ela assumiu em Junho do ano passado. A empresa disse que planeja anunciar uma nova liderança na América do Norte em breve.

(Ann Hebert - Foto: Nike)

Ela foi recentemente responsável por ajudar a acelerar a estratégia direta ao consumidor da Nike, por meio do App SNKRS e outros meios da qual a marca tem se tornado menos dependente do atacado, como lojas de artigos esportivos, e mais ativa em suas próprias lojas e site.

Toda a situação serve como um estudo de caso sobre a desigualdade no negócio de tênis, e de como muitas vezes existem conexões e apoio "self-made" da indústria para a revenda escondidos bem na sua frente. 

A história de Joe Hebert é única dada ao posto de sua mãe em uma das maiores plataformas de calçados do planeta, e isso torna ainda mais afrontoso saber que ele foi capaz de capitalizar um sistema extremamente crescente que sua mãe "ajudou" a monetizar.

 


✔️ Produto adicionado com sucesso.