Nike Store Santa Mônica se envolve em caso de racismo

Nike Store Santa Mônica se envolve em caso de racismo

Por RODRIGO DHAKOR

Por Rodrigo Dhakor

No último dia 5 de julho, não foi somente o terremoto de magnitude 6,4, maior em duas décadas na área segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), que sacudiu a cidade de Los Angeles.

Joel Stallworth, ex-astro de atletismo e TaMiya Dickerson levaram Sammy, filho do casal que tem apenas 18 meses, até uma loja da Nike em Santa Mônica e compraram para ele sua primeira bola de basquete. Quando saíram da loja por volta das nove horas da noite, após se despedirem dos funcionários, a família de Stallworth foi seguida pela gerente da loja que pedia a eles que lhe devolvessem a bola, motivada por questões e supondo que o casal roubara o produto de US $12,00. 

Stallworth insistiu a ela que havia comprado a bola e continuou andando, mas ela os seguiu por vários quarteirões, acusando-os de roubo e assim logo acionou os policiais do Departamento de Polícia de Santa Monica (SMPD). 

Três oficiais chegaram ao local e então pediram para ver o recibo de Stallworth, a fim de confirmar se a família tinha ou não comprado a bola. O casal começou a filmar o incidente e logo uma pequena discussão começou.

TaMiya Dickinson postou o vídeo no Facebook.

 

 

No vídeo, TaMiya pode ser ouvida dizendo: 

 "Acabamos de te dizer que compramos isso aqui, na loja da Nike em Santa Monica. Acabamos de lhe dizer que compramos." 

"Por que você precisa do recibo?" 

A gerente então diz:

" Porque não compraram a nossa bola de basquete ... "

TaMiya responde: 

" Do que você está falando?"

" Então agora você pode reembolsar o dinheiro dele e eu quero um pedido de desculpas. Isso é ridículo!" 

" Ela é uma idiota." 

E continua: 

" O que diz aí? O que diz aí?" 

" Isto é ridículo. Nós compramos esta bola de basquete na loja! "

" Nós compramos esta bola de basquete na loja! "

TaMiya grita: 

" Eu disse a ela que pagamos por isso! Eu disse a ela que pagamos por isso! "

" Eu te disse que paguei! "

 

Em entrevista ao canal de TV KTLA sobre a situação, Stalworth disse: 

 

" Ela tinha zero evidência de que eu roubei alguma coisa. Ela não poderia ter provas porque eu comprei. Ela simplesmente me discriminou."

" Meu filho viu seu pai ser acusado de roubar", disse ele. "Aquela moça me discriminou na frente da minha família."

 

(Foto KTLA)

 

Ele acrescentou que sentiu que os policiais assumiram a história da gerente e não acreditaram sua inocência. 

" E ainda conseguiu convencer o oficial, que veio até mim já dizendo: 'Senhor, me devolva a bola roubada'. "

"Eu não posso dizer que fiquei surpreso, porque ser um homem negro na América é algo sem peso algum pra com a polícia."

" A gerente me acusando me colocou em um lugar onde era difícil se acalmar, e ficar irritado na frente da polícia pode acabar em morte para pessoas que se parecem comigo."

 

Joel e TaMiya contrataram um advogado para resolver a situação e repudiar à experiência "humilhante". Em comunicado ao Daily Mail , o advogado da família disse que espera fazer com que a Nike tenha algum tipo de compreensão e discernimento, e que descubram se esse fato foi isolado ou se é algo difundido na rede de funcionários que a empresa contrata. O advogado Stephen King ainda confirmou que a gerente foi demitida, mas que a Nike precisa ainda fazer mais, em outra entrevista ao jornal Santa Monica Daily Press.

"Nosso único recurso é ir ao tribunal e ver se a Nike está disposta a fazer uma mudança", disse o advogado. "Se não, vamos levá-los a um julgamento e ao júri, que vai decidir se a Nike fez a coisa certa."

A Nike disse que está investigando o incidente, e disse que a empresa pediu desculpas ao casal.

"Estamos levando muito a sério a recente situação que aconteceu em nossa loja de Santa Monica, e atualmente estamos investigando os fatos", disse KeJuan Wilkins, vice-presidente de Comunicações da Nike.

"Entramos em contato com a família para expressar nossas mais profundas desculpas e continuaremos a trabalhar com nossas equipes de modo a garantir que atendamos às nossas expectativas quanto às experiências do consumidor", acrescentou Wilkins em declaração à NSBC News.