Saiba o porquê de algumas caixas da Nike

Saiba o porquê de algumas caixas da Nike

Por STAFF THE GAME

Por Rodrigo Dhakor

A sensação de desfrutar a conquista de um novo par de tênis é algo que só é totalmente compreendido dentro de certos círculos, como dos sneakerheads. Levantar a tampa, desembrulhar cuidadosamente o sneaker do papel e tocá-lo pela primeira vez, é como um ritual. Dentre tudo isso, estaria mentindo se dissesse que a caixa não tem sua importância no conteúdo. É certo dizer que ela faz parte de toda essa experiência e de todo o processo da "quebra do mistério",  e ainda oferece a melhor solução de armazenamento para o calçado.

Nos anos 70, as caixas de tênis eram brancas ou azuis. Quando Phil Knight estreou a Nike no National Sporting Goods Association Show, em Chicago, em 1972, ele buscava uma embalagem que chamaria a atenção de possíveis compradores e membros da indústria: "Eu queria algo que se destacasse, que aparecesse no mercado, nas prateleiras de lojas de artigos esportivos. Então pedi à Nippon Rubber caixas laranja meio néon brilhante, imaginando que era a cor mais ousada do arco-íris."

(Foto Nike)

(Foto Nike)

As caixas pretas com escritos vermelhos sempre trazem modelos OG dos Air Jordan 1. As caixas creme com escritos vermelhos representam a linha de Air Jordan 1 NRG, significando lançamentos extremamente limitados em quantidade. 

(Foto R. Dhakor)

Em 1987 com o lançamento do Air Max 1, o design da caixa refletia a alta tecnologia e sua revolução em relação à engenharia de precisão e desempenho. Apresentava uma tampa vermelha sobre uma base contrastante com tons cinzas em diagonal. A parte superior vermelha da caixa era atraente e ousada, assim como o tênis e a base possuía um senso industrial. E palavras do lado da caixa reforçavam a ideia dizendo: “Os tênis esportivos da Nike são fabricados de acordo com as especificações exatas de atletas campeões em todo o mundo.”

(Foto Nike)

Em 1991, no lançamento do Air  Max 180, a caixa refletiu muito da inovação e do raciocínio a favor do design do próprio tênis. A natureza futurista do sapato é replicada através do uso do prata na caixa. A forma da caixa utiliza um fechamento articulado, criando uma diagonal em cada extremidade da caixa. 

(Foto Nike)

1992 viu a introdução de um novo estilo de caixa Air Max novamente, para acompanhar à crescente adição da família Air Max. A nova caixa claramente tirou muito da sua inspiração na caixa OG, mas apresentava um design mais simples. A tampa superior da caixa usava um vermelho ou um laranja. No entanto, a base da caixa assumiu uma abordagem mais minimalista, descartando o padrão diagonal usado em caixas anteriores, para uma cor cinza simples. 

(Foto Nike)

Com o Air Max 93 surgiu outro novo design de caixa, com uma abertura articulada semelhante à da caixa do Air 180. O design da caixa era simples, com uma divisão em preto e branco criada pela diagonal em cada extremidade. A cor da caixa foi pensada para ser de utilização mais genérica, e para que várias silhuetas disponibilizasse a mesma caixa.

 

(Foto sneakerboxco)

Introduzida na Nike em 1994, uma nova caixa possuía extremidades e laterais da caixa com a finalidade de utilizar materiais mais recicláveis e que mantinham um pouco de consistência. A caixa continha tampo vermelho e uma base preta, o topo da caixa agora usava um papelão cru e apresentava detalhes da branding por toda parte, um grande Swoosh no topo, "Just Do It" na lateral e outros lembretes por toda extensão.

(Foto sneakerboxco)

Por volta do ano 2000, a Nike apresentou a caixa que os designers optaram por utilizar acabamento metade papelão laranja e metade papelão cru com uma faixa cinza separando às duas cores. A caixa era utilizada para inúmeros lançamentos do catálogo da marca, não abrangia só os tênis e remetia a nostalgia dos anos 90.

(Foto Nike)

Por vola de 2006, a caixa completamente laranja volta a tona, em seu design  incrivelmente simples, icônico e memorável. Originalmente, a caixa era usada para uma variedade de lançamentos, sendo utilizada tanto a linha de desempenho quanto para a linha streetwear.

(Foto Nike)

 A caixa laranja continuou a ser usada na linha de alto desempenho e nos lançamentos esportivos, no entanto, todos os lançamentos de streetwear ganharam um subgênero no final de 2008 e a Nike lança a linha Sportswear e, portanto, nasce uma nova caixa, voltada para adequados relançamentos, novas silhuetas híbridas e lançamentos específicos.

(Foto R. Dhakor)

A caixa Sportswear de papelão bruto foi usada até 2013, quando foi substituída por uma caixa vermelha all-over para celebrar modelos do Air Max. Ela possui um enorme logotipo da Nike Swoosh em seu topo e foi concebida para expor uma sensação retro, sendo como um aceno para as caixas do passado.

(Foto Snapguide)

Uma vez que o Nike SB foi lançado, a marca procurou distinguir sua linha de skate das outras linhas através de suas caixas e introduziu em seus lançamentos a chamada "Box Color Eras".

(Foto Doctorconover)

A era da caixa de prata adicionou novos calçados de skate em suas próprias caixas colecionáveis ​​no ano de 2003. A “Pink Box Era” foi o momento inovador que indica a introdução dos materiais premium traçando colaborações e tornando a melhor era da linha. A caixa preta abrigava outros conceitos forte de estilos, a linha SB tinha jogado fora o livro de regras em termos de design

(Foto Nike)

A “Era da Caixa de Ouro” armazena modelos que utiliza elementos de praticamente todos os lançamentos de SB de alto perfil, colocando os em um único tênis.

A "Blue Box Era" viu o aumento do interesse no SB Dunk, com colecionadores correndo atrás de novas tendências e skatistas querendo simples calçados vulcanizados.

(Foto Buddyfresh)

A "Taped Box Era" significava que algo teria sido enviado do futuro, mudou a questão qualidade e o fornecimento exclusivo de mercadorias para as principais lojas de skate. A distribuição passou a ser general release. Com números de produção mais altos, parecia uma sombra para os dias de glória da linha.

(Foto Themaven)

Se "Taped Box Era" foi um ponto negativo para a linha, as caixas “Tiffany” anunciaram o início do renascimento do SB, sendo sinônimo de grandes colaborações e silhuetas de grande frizon.

 (Foto 1Rait)

Ainda existem inúmeras caixas da marca que fizeram, fazem e farão muito mais coloridas as pilhas de caixas de inúmeras coleções. Impossível identificar todas e sempre ficarão várias de fora, como as caixas de toda coleção Jordan, por exemplo. Se não as conhece dê uma pesquisada, se já é entendedor do assunto, aproveite para rever suas caixas e aquele bonito sneaker guardado com tanto carinho.