7 curiosidades sobre a Supreme e seu Box Logo

7 curiosidades sobre a Supreme e seu Box Logo

Por Larissa Rocha

Por Larissa Rocha

O Box logo tem sido um dos símbolos mais valiosos e emblemáticos para os amantes da marca e da moda streetwear, então você precisa saber mais sobre essa "caixa" vermelha escrito Supreme.

Por isso, segue as 7 curiosidades que separei sobre a Supreme e o desejado Box Logo:

1- Como surgiu?

A história não foi revelada com clareza, mas a marca admitiu que utilizou a fonte Futura Bold Italic criada pelo designer Paul Renner em 1927 para a Bauer Type Foundry. Da mesma maneira fez a artista Barbara Kurger em 1987 que utilizou a fonte de Renner atribuindo-a uma "caixa" vermelha na obra "Untitled (I shop therefore I am)", por isso muitos dizem que a fonte é da artista, entretanto é apenas o formato utilizado, pois a fonte é de Renner.

à esquerda a obra de Renner e à direita de Kruger

Com o trabalho dos dois artistas nasceu a Supreme Box Logo em 1994.

Kruger em 2017, talvez com ar de "vingança", abriu uma pop-up com itens de vestuário e acessórios produzidos pela marca Volcom bem provocativas à Supreme.

2- Quando foi lançada a primeira camisa "BOGO"?

Quando James Jebbia, fundador da marca, abriu as portas da Supreme, a loja era abastecida por utensílios e vestuários das grandes marcas de skate da época, a Zoo York, Shorty's, Spitfire, mas ele também queria produzir suas próprias camisas para o dia da abertura.

James Jebbia na porta da loja física da Supreme. New York/1994

Jebbia chegou a revelar: "No começo, nós realmente não ganhamos dinheiro ", havia na loja apenas um público interessado nos acessórios propostos da Zoo York ou Spitfire.

No entanto, foram projetadas e produzidas três t-shirts, uma com um skater dos anos 70 que levava o nome de "Afro Skater", uma com o emblemático Travis Bickle do "Taxi Driver" de Martin Scorsese e uma com apenas o logotipo da loja - a palavra "Supreme" escrita na fonte branca Futura Heaby Oblique dentro de um retângulo vermelho, que hoje é famoso "BOGO" (box logo).

Esse mesmo box logo foi reproduzido no aniversário de 20 anos da marca.

à esquerda Afro Skater, no meio Taxi Drive, à direita Supreme Box logo. 1994

 

 

3- Diversas Variações do "BOGO".

Ao completar 20 anos em 2014, a Supreme já colecionava diversas variações gráficas e temáticas do Bogo (box logo) que carrega seu nome dentro de uma caixa.

Algumas em comemoração inspiradas nos países que a marca abriu loja física, outras em colaborações com artistas/designers famosos como KAWS e outras apenas com algumas variações de cores.

Em 2014, a revista Highsnobiety revelou algumas variações do box logos produzidos em 20 anos de Supreme, confira:

4- Quem está por trás?

Muito se fala do que a Supreme se tornou, mas muitas vezes se esquece quem esteve integralmente por trás da marca até 2017.

O nome a se lembrar é James Jebbia, o fundador e quem detinha 100% do controle da Supreme até vender 50% da marca para o grupo Carlyle em 2017.

James Jebbia é  filho de um piloto da Força Aérea dos EUA e professor britânico, cresceu em Sussex, no sul da Inglaterra, mas nasceu nos EUA.

Seu interesse pela moda foi influenciado por sua leitura de revistas como The Face e ID. Depois de retornar de uma visita a seu pai que foi morar na Virgínia Ocidental quando se divorciou, Jebbia decidiu alugar um pequeno apartamento em Staten Island.

Ele se tornou vendedor de roupas para a loja Parachute ao lado de Eddie Cruz, hoje fundador da Undefeated. Foi o seu primeiro contato com o mercado de pulgas da Sprint Street, que o influenciou a abrir sua primeira loja, a Union em 1989.

Em 1991 abriu sua filial da Stussy, cuja abertura engatilhou Jebbia a pensar em criar sua própria marca, a Supreme.

A Supreme foi criada com investimento de US $ 12.000 e hoje vale aproximadamente US $1 bilhão. A marca foi criada com o intuito de ter poucas peças para não criar estoque, o que poderia ser perda de dinheiro para Jebbia, mas o que ele não sabia era que com essa sua logística nasceria o desejo de consumo pela exclusividade dos itens feitos pela marca.

5- Primeira loja.

A primeira loja da Supreme abriu suas portas em Abril de 1994 na 274 Lafayette Street em New York, o design da loja foi todo pensado para que os skatistas entrassem com seus skates.

O primeiro funcionário da loja foi o skatista Gio Estevez e posteriormente, o skatista Aaron Bondaroff também foi contratado para ser funcionário após ser pego roubando a primeira loja de Jebbia.

A Supreme hoje possui lojas em: Los Angeles, Londres, Tokyo (Harajuku,Daikanyama e Shibuya), Nagoya, Osaka e Fukuoka, Paris e recentemente outra em New York no Brooklyn.

Supreme - 1ª loja física em New York

6- Primeira colaboração.

A primeira colaboração da Supreme foi com o artista Rammellzee que grafitou toda a parte interna da loja em New York.

Em anos posteriores, Rammellzee seguiu colaborando com a marca estampando sua arte em grafite nas mochilas, bonés e shapes de skate da Supreme.

7- Registro.

Por incrível que pareça, James Jebbia não é dono do nome "Supreme", uma vez que, não conseguiu registrar a marca em seu nome.

O registro do nome foi rejeitado e até hoje não se sabe se conseguiram realizar o registro do nome da marca.

 

Por fim, essas curiosidades e outras que compõe a história da Supreme faz com que ela seja tão valorizada e considerada como um marco na cultura streetwear.