Bluetooth, a tecnologia que na verdade não significa dente azul

Bluetooth, a tecnologia que na verdade não significa dente azul

Por RODRIGO DHAKOR

Qual a razão da tecnologia que permite transmissões de dados via wireless ser chamada de dente azul?

Primeiramente saiba que o nome Bluetooth não significa dente azul, mas sim um sobrenome. Precisamente de Harald Bluetooth, um rei viking da Dinamarca (entre 958 e 970 DC.), e que compreensivelmente ficou famoso por unificar as partes da Dinamarca e da Noruega, transformando-as em uma só nação e convertendo os dinamarqueses ao cristianismo. E ai está a sua ligação com a tecnologia Bluetooth, pois foi um rei unificador.

(Imagem de Harald Bluetooth - BirgerNiss / Getty Images)

Em meados dos anos 90, o campo da comunicação wireless necessitava de um unificador. Várias empresas estavam desenvolvendo padrões não-compatíveis, o que, para muitas pessoas, se tratava de um impedimento para adoção definitiva dessa tecnologia pelo mundo.

Uma dessas pessoas era Jim Kardach, um engenheiro da Intel envolvido no desenvolvimento da tecnologia wireless. Ele assumiu a tarefa de mediador entre todas aquelas empresas para unir e desenvolver uma tecnologia de radio conectividade de curto alcance que fosse padrão.

À época, ele estava lendo um livro sobre vikings que falava sobre o reinado de Harald, a quem ele viu como símbolo ideal para unir as empresas competidoras.

No fim, as partes que competiam realmente se uniram para formar o Bluetooth Special Interest Group, que acabou por resultar na famosíssima e adorada tecnologia Bluetooth.

O símbolo da tecnologia é a união de dois caracteres da escrita escandinava, o Hagall (análogo ao H) e o Berkana (B), que correspondem às primeiras letras do nome do rei. A propósito, não é difícil adivinhar que os primeiros dispositivos eram da cor azul e pareciam um dente.

(Foto Getty Images)

O Bluetooth do rei Harald significa dente azul apenas na tradução do inglês e não era um provável apelido ao viking, mas ainda reza uma lenda relatando que Harald teve um dente necrosado que ficou azulado. 

Mas na atual realidade  tudo é uma corruptela da palavra escandinava Blåtand, onde Blå significaria "homem de tez escura", e tan "homem notável", resultando em "homem notável de tez escura". O fenômeno fonético acabou provocando uma corruptela assemelhada a "bluetooth".


✔️ Produto adicionado com sucesso.