Google Chrome promete mudar a forma que ouvimos música e assistimos vídeo online

Google Chrome promete mudar a forma que ouvimos música e assistimos vídeo online

Por RODRIGO DHAKOR

No final de Junho surgiram alguns rumores a respeito da possibilidade do Google Chrome receber um recurso que permite a utilização de widgets flutuantes para reprodução de mídias. Porém, agora já existem algumas pessoas conseguindo realizar a habilitação dessa função diretamente no navegador, pelo menos foi o que mostrou o site XDA Developers.

Por meio de algumas configurações de flag, é possível aproveitar essa novidade. Basta ir em chrome://flags/#global-media-controls e habilitar, um processo rápido de ser feito e que gera o resultado final que pode ser visto nas imagens abaixo.

(Foto XDA Developers)

Não tem muito tempo que o Google Chrome implementou o controle de mídias no navegador. Se trata de um prático atalho que surge quando alguma música ou vídeo está em reprodução em alguma guia. Antes dele apenas um sinal visual na guia ativa sinalizava a origem do som, mas desde sua chegada que se tornou possível pausar ou continuar a reprodução do conteúdo sem necessariamente achar a guia de origem.

Esse é um recurso particularmente interessante para quem usa guias a perder de vista, e pode estar a caminho de se tornar mais prático: comentários no Chromium Gerrit, repositório de atualizações do navegador, dão conta de que está em andamento uma atualização para que o player possa ser destacado da barra de endereços para ser alocado de forma flutuante na tela.

 

(Foto XDA Developers)

Assim, o usuário passará a ter mais liberdade na hora de usar esse pequeno widget. É provável que a implementação surja primeiro através do Chrome Canary, versão mais instável do navegador. Posteriormente outros canais poderão receber a novidade, até o seu lançamento oficial nos canais públicos e através de atualizações.

Vale lembrar, outra implementação que pode ser liberada no futuro para o navegador líder de mercado é a integração com o AirDrop do Google. Testes já foram flagrados dentro do browser, então deve ser questão de tempo até a gigante de buscas liberar seu compartilhamento de arquivos sem fio entre celulares compatíveis e o aplicativo de internet.

Mais cedo vimos que o Chrome OS também está tendo novidades estudadas, como um gerenciamento da área de transferência - clipboard - mas que poderá só permitir a consulta limitada de cinco atividades do Control C + V do usuário.