Apple e Google fazem parceria na tecnologia de rastreamento contra o COVID-19

Apple e Google fazem parceria na tecnologia de rastreamento contra o COVID-19

Por RODRIGO DHAKOR

Em todo o mundo, governos e autoridades de saúde estão trabalhando juntos para encontrar soluções para a pandemia do COVID-19, para proteger as pessoas e colocar a sociedade em funcionamento novamente. 

Nesse espírito de colaboração e na esperança de contribuir ainda mais para a luta contra a pandemia, Google e Apple estão anunciando um esforço conjunto para desenvolver um sistema abrangente de rastreamento de contatos, a fim de rastrear a disseminação nas comunidades.

Conhecida como rastreamento de contato, a tecnologia tem o potencial de monitorar cerca de um terço da população mundial. A ideia é usar Bluetooth e os contatos na agenda dos celulares. As pessoas têm de optar pelo sistema. Quem testar positivo para o novo coronavírus insere seus dados de saúde no aplicativo e essas informações serão repassadas para quem se aproximou dele. O nome do paciente e onde o encontro aconteceu não são informados.

(Foto Getty Images)

"Privacidade, transparência e consentimento são de extrema importância neste esforço, e esperamos construir essa funcionalidade em consulta com todas as partes interessadas", diz o comunicado das duas empresas. Compromisso reforçado por Tim Cook, CEO da Apple, quanto Sundar Pichai, do Google, em suas contas no Twitter:

-- O rastreamento de contatos pode ajudar a diminuir a propagação da COVID-19 e pode ser feito sem comprometer a privacidade do usuário. Estamos trabalhando com @sundarpichai e o @Google para ajudar as autoridades de saúde a aproveitar a tecnologia Bluetooth de uma maneira que também respeite a transparência e o consentimento --disse Tim.

-- -- Para ajudar as autoridades de saúde pública a retardar a disseminação da # COVID19, o Google e a @Apple estão trabalhando em uma abordagem de rastreamento de contatos projetada com fortes controles e proteções para a privacidade do usuário. @tim_cook e eu estamos comprometidos em trabalhar juntos nesses esforços -- escreveu Sundar.

O novo sistema funcionará em conjunto com os aplicativos de saúde pública existentes nos dispositivos Android e iOS e será implantado em dois estágios principais. 

O primeiro estágio permitirá que as duas empresas lancem interfaces de programação de aplicativos, permitindo a interoperabilidade entre os dois sistemas operacionais móveis para aplicativos relacionados à saúde. 

O segundo estágio virá com o lançamento de um rastreamento de contato "mais amplo" baseado em Bluetooth, criando o recurso diretamente no Android e iOS.

"Todos nós da Apple e do Google acreditamos que nunca houve um momento mais importante para trabalharmos juntos para resolver um dos problemas mais urgentes do mundo", disseram as duas empresas em comunicado conjunto. "Por meio de estreita cooperação e colaboração com desenvolvedores, governos e provedores de saúde pública, esperamos aproveitar o poder da tecnologia para ajudar países ao redor do mundo a diminuir a propagação do COVID-19 e acelerar o retorno da vida cotidiana".

Atualmente, não há data oficial do Google ou da Apple para quando o sistema será implantado.