Grupo Soma age rápido e desbanca Arezzo ao pagar R$ 5,1 bi por Hering

Grupo Soma age rápido e desbanca Arezzo ao pagar R$ 5,1 bi por Hering

Por RODRIGO DHAKOR

Em uma negociação relâmpago, o Grupo Soma (dono das marcas Animale e Farm) fechou na última segunda-feira (26), um acordo para incorporar a Hering. O negócio avalia a centenária marca de confecções em R$ 5,1 bilhões, preço bem superior aos pouco mais de R$ 3 bilhões que a Arezzo havia oferecido em uma oferta considerada hostil pela companhia.

O movimento animou as ações da Hering, que fecharam o dia em alta de 26%, a R$ 28,62, um ganho de valor de mercado equivalente a R$ 965 milhões em um só dia.

(Foto: Reprodução)

O negócio esquenta de vez a disputa pela consolidação do varejo brasileiro, em que as empresas tentam correr para ganhar musculatura em um mercado cada vez mais acirrado. O acordo com a catarinense Hering coloca o Grupo Soma em novo patamar entre os varejistas nacionais, ainda que imponha um desafio financeiro em virtude do preço pago. A companhia, até aqui, se limitava à atuação no mercado premium. Agora, vai para o segmento de massa.

O valor pago pelo Grupo Soma avaliou o papel da Hering ficou em cerca de R$ 33, quando eram negociados na bolsa na última semana em torno de R$ 22. O valor de mercado da Hering na sexta-feira era de pouco menos de R$ 3,7 bilhões. O preço pago pela companhia está, portanto, 37% acima deste valor. 

.