Violão de Kurt Cobain é o mais caro já vendido em um leilão

Violão de Kurt Cobain é o mais caro já vendido em um leilão

Por RODRIGO DHAKOR

No mês passado, foi anunciado que o violão usado por Kurt Cobain durante o MTV Unplugged do Nirvana em 1993, iria para leilão e o lance inicial seria de US $ 1 milhão. 

Não durou muito e o instrumento (mais um estojo vintage, algumas palhetas de guitarra e um conjunto "parcial" de cordas) foi vendido por seis vezes mais do que o valor inicial, atingindo o recorde de US $ 6 milhões (Aprox. R$ 32.499,539).

O comprador foi o empresário e dono da Rode Microphones, o australiano Peter Freedman, que disse à uma agência de notícias recentemente que ainda estava "assustado e trêmulo" após o término do leilão, ao garantir o instrumento icônico pelo equivalente a US $ 9 milhões de dólares australianos.

"Foi um grande negócio", disse ele. "Eu nem comprei para mim. Eu paguei por isso, mas vou usá-lo para destacar a situação que enfrentam os artistas em todo o mundo, fazendo turnês e depois vou vendê-lo e usar o dinheiro para alguma causa, mais tarde"

Peter acrescentou que estava de olho no violão e "ia conseguir" a todo custo, admitindo que "continuaria" mesmo que os lances aumentassem para entre US $ 20 e US $ 30 milhões.

Discutindo a importância do violão, o CEO da Julien's Leilões, Darren Julien, afirmou que "conquistou seu lugar na história do rock'n'roll como o instrumento tocado por um dos músicos e ícones mais influentes do rock em um dos maiores e mais memoráveis ​​shows ao vivo e performances de todos os tempos"

(Foto Julien's Auctions)

O violão é um dos sete únicos existentes 302 D-18Es construídos por Martin e foi personalizado por Cobain, que adicionou um captador Bartolini ao buraco do corpo.

O recorde anterior estabelecido em 2019, era da guitarra Stratocaster preta de propriedade de David Gilmour, do Pink Floyd, que foi vendida por US $ 3,95 milhões. (Aprox. R$ 21.395,530).