A arte de Flaitz Whatever

A arte de Flaitz Whatever

Por RODRIGO DHAKOR

Por Rodrigo Dhakor

A caixa de papelão tornou-se uma das mais importantes e conhecidas embalagens nas últimas décadas e são inclusive aquelas que tratamos com muito carinho ao comprar um tênis. Resistente, leve e de fácil obtenção, tem a maior parte de sua produção – cerca de 80% – advinda da recuperação do papel velho.

O papelão ondulado possui diversas utilidades. As caixas e embalagens, por exemplo, são muito eficientes para proteger produtos em movimentações e transportes, reduzindo a chance de quebra.

Além disso, o uso desse material em lojas, mercados, papelarias e outras centrais de distribuições é essencial para embalar e armazenar seus produtos com mais segurança. O material tornou-se um "veículo" tanto para as marcas de calçados, quanto para a transformação de outras atividades.

Na última ida a cidade de Los Angeles, tive a sorte de identificar em meio a todo o ambiente artístico e cenários cinematográficos um trabalho diferente, com emprego de sentimento, nostalgia, personalidade e a adição de texturas bem definidas, atreladas a utilização do papelão como tela de pintura. Foi difícil passar e não notar a obra de arte de Ryan Flaitz a.k.a (conhecido como) Flaitz Whatever

 "Eu amo quando as pessoas param porque notaram minha arte." Ryan Flaitz

 

Flaitz Whatever é um artista que desempenha sua técnica de pintura acrílica no papelão. Nascido na pequena cidade de Hornell, no estado de Nova York e baseado em Los Angeles na Califórnia, o artista é fortemente inspirado pelos anos 90, e suas referências vão de desenhos animados ao hip-hop e do basquete, todas proferidas em seus trabalhos.  

(Fotos Mark Mendoza)

O artista também é dono da empresa PSD Underwear na qual ele co-fundou com seu irmão Curt - marca de roupas íntimas que tem no time de colaboradores nomes como Kyrie Irving, Jimmy Bulter, Marshawn Lynch, Bryana Holly e outros.

Entre seus trabalho estão pinturas de personagens de desenhos e criações que ele mesmo identifica como manifestação de seu amor pelo hip hop dos anos 90. Um de seus outros trabalhos fantásticos, são as pinturas-recriações de imagens de tênis que ele cobiçava quando era criança ou silhuetas atuais que inspiram seu ato criativo (atualmente ele também customizou um par de Nike x Fear Of God 1)

 

(Fotos Flaitz Whatever / @jpshotyou)

 

Quem são suas inspirações?     

"Sou inspirado por muitas coisas. Principalmente a música me inspira, ou as vezes assistindo um filme algo desencadeia em mim uma ideia de pintura. Eu sou um grande fã do hip hop dos anos 90 e também do rock n roll. Uma hora estou ouvindo Snoop e na sequência o próximo som já é do Guns n Roses. Se eu tivesse uma lista de pessoas que me inspiro para nomear, seria bem aleatório ... Mike Tyson, Snoop, Walt Disney, Rob Zombie, Mark Wahlberg, entre outros."

 

O que é a arte para você?

"Eu sinto que é a única maneira infinita em que as pessoas possam se expressarem. Seja o artista criando ou uma pessoa tirando uma foto. A arte fala às pessoas e permite que as pessoas encontrem sentimentos verdadeiros; Seja nos momentos mais sombrios da vida ou nos momentos mais brilhantes da vida. A arte não tem limites."

 

Você tem alguma obra de arte de outro artista que seja sua favorita?

"Na verdade, não posso dizer que sim. Sei que é ruim dizer que sou artista, mas não estudo arte. Eu gosto mais da arte, mas minhas peças favoritas são as que encontramos no universo das artes de rua." 

 

Se você não estivesse fazendo arte, o que você estaria fazendo?

"A arte sempre foi algo que fiz. Eu gosto de muitas coisas e sou dono de uma marca de vestuário, o que era o meu sonho. Por isso, continuo por meio da minha arte e ao longo dos anos me trouxe para Los Angeles e para o louco mundo do varejo."

 

O que você quer que uma pessoa sinta ao ver sua arte?

"Eu quero que as pessoas tirem fotos e possam se conectar a minha arte. Muito da minha arte é baseada na minha geração, nas músicas e filmes que eu me lembro ao longo dos anos. Eu amo quando as pessoas observam minha arte e dizem ... " isso é de?" ou "uau isso me lembra de" ...  Eu também gosto de ouvir as pessoas dizendo "como você faz essas coisas" ... Eu não sei como explicar, eu apenas sei fazer."

 

Você pode conferir, apreciar e saber mais do trabalho de Ryan Flaitz por meio de seu Instagram @flaitzwhatever .