Adidas possivelmente busca mais de 1 bilhão de euros em auxílio estatal

Adidas possivelmente busca mais de 1 bilhão de euros em auxílio estatal

Por RODRIGO DHAKOR

A Adidas AG está buscando mais de um bilhão de euros (R$ 5.617.700.000,00 bilhões) em ajuda do governo alemão, enquanto enfrenta as consequências da pandemia do coronavírus, segundo informações de pessoas familiarizadas no assunto.

A fabricante de artigos esportivos está conversando com o banco estatal alemão KfW sobre um pacote de financiamento, segundo algumas pessoas, que pediram para não serem identificadas porque as informações são privadas. A Adidas vem discutindo empréstimos entre 1 e 2 bilhões de euros, embora o valor final e o momento ainda não tenham sido decididos.

As ações da Adidas caíram 4,9% na sexta-feira (03). Elas caíram 3,9% às 14h55 em Frankfurt, tornando a empresa com o pior desempenho no índice DAX de referência da Alemanha, que pouco mudou atualmente.

A Adidas disse nesta semana que está revertendo uma decisão anterior de não pagar o aluguel de Abril das suas lojas na Alemanha após críticas generalizadas. A maioria dos varejistas não-alimentícios da maior economia da Europa estão fechados até pelo menos 20 de Abril para impedir a expansão do COVID-19.

(Foto EPA-EFE/Jens Schlueter)

O CEO Kasper Rorsted disse recentemente a um jornal alemão que, embora a empresa não precise de apoio direto do governo, a Adidas e a economia como um todo precisarão de crédito. Um representante da Adidas se recusou a dizer mais a respeito. Outro representante do KfW também se recusou a comentar.

O banco estatal lançou um programa de empréstimos em 23 de Março para ajudar as empresas a enfrentarem a escassez de liquidez. Cerca de 2.500 empresas solicitaram empréstimos no valor de 10,6 bilhões de euros.

A operadora de turismo TUI AG disse na semana passada que garantiu um empréstimo de 1,8 bilhões de euros ao KfW em um dos maiores resgates da Alemanha até agora. A varejista de eletrônicos de consumo Ceconomy AG também está entre as empresas que desejam participar do programa, informou a Bloomberg News.

 


✔️ Produto adicionado com sucesso.