Alguns Yeezys andam mudando de nome e você sabe o porquê?

Alguns Yeezys andam mudando de nome e você sabe o porquê?

Por RODRIGO DHAKOR

A programação e os lançamentos da coleção Yeezy Holiday 2020 continuam, mas Kanye West e Adidas andam alterando-mudando alguns dos nomes já divulgados para as colorways de algumas silhuetas. 

Kanye muitas das vezes escolhe nomes e apelidos inspirados em sua religiosidade, o que as vezes nos coloca na função de procurar e/ou descobrir o que cada um deles significa. 

Mas atualmente parece que ele e a Adidas estão adotando uma nova abordagem "menos religiosa" e adicionando mudanças em nomes já programados para os lançamentos de modelos, fazendo assim uma maneira menos "sincretista" aos motivos das silhuetas que podem chegar a posicionadores contrários e, eventualmente, hostis às religiões.

Recentemente, vimos uma mudança acontecer no lançamentos da interação Yeezy Boost 350 V2 "Asriel" que pouco antes de chegar às prateleiras teve o nome alterado para "Carbon", devido o primeiro nome se tratar de um anjo islâmico. 

(Yeezy Boost 350 V2 "Carbon" - Foto Adidas)

Usuários do Twitter criticaram o primeiro nome, assim como o de outra interação, a "Israfil", salientando que a escolha teria sido desrespeitosa com a religião e, também, um exemplo de apropriação cultural.

 

"Você não pode usar um nome diferente? Você precisa usar o nome de um anjo extremamente importante do Islã? O anjo que sopra a trombeta para iniciar o dia do julgamento?". @letmerant3, em resposta ao post da Adidas Originals sobre o tênis Yeezy Boost 350 V2 Israfil

 

"Mude o nome. Ele é desrespeitoso para 2 bilhões de muçulmanos ao redor do mundo. Por que você está usando o nome de um anjo islâmico", escreveu @Aristokratt_

 

 

"Muito desrespeitoso, Kanye West e Adidas. Onde estão as desculpas, onde está a Justiça para nós, muçulmanos… Posso dizer que vocês não se importam com muçulmanos". @_Aarif123

"Mudem o nome, Kanye West e Adidas Originals. É, na verdade, muito ofensivo à comunidade muçulmana, são os nomes dos nossos anjos, por favor, mudem'', publicou @sultisamazing

 (Fotos Twitter / Reprodução)

Agora, possivelmente todo o restante dos lançamentos que deverão cumprir o calendário de 2020 trarão significativas alterações. O Yeezy Quantum "Ophanium" será lançado com o nome de "Teal Blue", enquanto o  nome do Yeezy Boost 350 V2 "Abez" foi alterado para "Natural".

(Foto Yeezy Mafia)

A versão Yeezy 700 V3 "Sryphm" se chamará "Safflower", o Yeezy Boost 350 V2 "Eliada" se transformou em "Sand Taupe" enquanto o Yeezy 700 V3 "Eremial" terá o nome trocado por "Clay Brown".

Nenhuma informação oficial relata o que realmente ocasionou as mudanças e alterações nos recentes nomes, mas é certo afirmar que muitos de seus consumidores ficaram chateados pelas últimas escolhas apresentadas pela marca.

Vários desses consumidores e entusiastas usaram as redes sociais como meio de demonstração de indignação e apelaram pedidos para que nomes de modelos fossem alterados. Muitos dos comentários, inclusive, foram publicados em post dos lançamentos oficiais da Adidas divulgando a chagada dos novos tênis.

Tamanho foram os alvoroços em torno do lançamento da versão "Israfil" que uma petição foi criada na plataforma Change.org para mudar o nome do modelo. 

No texto da página, inclusive, o responsável pela iniciativa deixou claro que não ouvir os pedidos dos clientes seria uma má decisão de negócios, já que os muçulmanos representam uma grande fatia no grupo de consumidores.

Por ora, nem Kanye West e nem Adidas se manifestaram a respeito.

 


✔️ Produto adicionado com sucesso.