App traz conceito Pokémon Go para o mundo dos sneakers

App traz conceito Pokémon Go para o mundo dos sneakers

Por RODRIGO DHAKOR

Ryan Mullins deixou o emprego de diretor de tendências futuras na Adidas em 31 de Agosto de 2019. Um mês depois, ele começou a criar, junto com o ilustrador Dan Freebairn da Kickposters, o Aglet, um aplicativo para smartphone descrito como um "Pokémon Go para tênis"

O app é modelado com base no Pokémon Go, no sentido de que os usuários coletam moeda virtual andando pelo mundo real, que podem ser usadas ​​para comprar tênis. 

O jogo transforma seus passos físicos em moedas, que são usadas para a compra de modelos virtuais, e tem como objetivo resolver as frustrações dos sneakerheads que não compraram alguns tênis limitados, dando a eles a chance de tentar novamente por um meio digital.

(Foto Aglet)

O conceito é simples: quanto mais ativo você é, mais dinheiro ganha, embora também dependa do tênis que você escolhe usar dentro do aplicativo. E como este é um jogo baseado em localização, há um mapa para explorar o mundo real ao seu redor, permitindo que você desbloqueie desafios e acesse os Treasure Stashes pelo caminho.

Todo usuário começa com um de três pares básicos de sneakers. Ao usar um desses tênis digitais enquanto se movimenta no mundo real, você começa a ganhar o chamado Aglet

A seção "Wear" explora seu acervo, e é onde você escolhe qual tênis deseja "entrar" e usar para começar a coletar moeda virtual. Isso é importante porque nem todas as silhuetas possuem "pesos" iguais, existem diferentes níveis de hype - semelhantes à real cultura de tênis. Por exemplo, um par clássico de Air Force 1 "Triple White" recebe 40 Aglet a cada etapa de passos concluída, enquanto um Yeezy 380 recebe 1.300 Aglet pela mesma quantidade. Agora se você quiser comprar um Air Jordan 4 "Bred" para usar no aplicativo, isso lhe custará 820 Aglet.

(Fotos Aglets)

Os tênis do jogo se deterioram com o tempo - assim como na vida real, para os quais a equipe montou estações de reparo, que consertam seus tênis e fazem com que pareçam novos. Além disso, os "esconderijos de tesouros" estão espalhados pelas principais cidades do mundo (geralmente em locais reais relacionados a tênis, como lojas). Eles podem revelar mais moedas virtuais, tênis virtuais ou, eventualmente, tênis reais.

Embora atualmente o foco principal do app esteja na coleção de tênis digitais, o Aglet tem o potencial de vincular a coleta e a compra de tênis reais aos desafios e realizações do jogo no futuro.

"Dado que ganhamos um L em 99% dos tênis que queremos e procuramos, decidimos que um jogo com tênis virtuais seria o remédio", diz Mullins. "A idéia é construir um jogo no topo da indústria de tênis".

Mullins ainda diz que essa iteração do Aglet é apenas o começo, e observa que a "fase dois" será mais sobre como adicionar um elemento físico ao app e colaborar com as marcas para usar tecnologias como realidade aumentada para vender tênis, vestuário e outros equipamentos dentro do jogo. 

O que ele imagina é colocar um boné ou um par de tênis da New Era na Estátua da Liberdade, em RA, e assim as pessoas terem que ir até lá, usar a câmera do telefone para ver, desbloquear e, finalmente, comprar o produto.

"Ao contrário da compra, de sorteios e da sorte, você pode procurar na Aglet Sneaker Shop o que quer, sabendo que vai precisar apenas de um pouco de trabalho para consegui-los, mas sentirá posteriormente a sensação de conquista", finaliza Freebairn.

O app Aglet foi lançado no último dia 12 de Abril e está disponível gratuitamente para iOS, com uma versão para Android* em fase de desenvolvimento.

*Segundo informações da plataforma, a versão do aplicativo para Android está em andamento - os desenvolvedores precisam resolver ainda algumas distorções em relação aos diferentes tamanhos de telas compatíveis com o sistema operacional, além de outras pequenas atribuições técnicas.

 


✔️ Produto adicionado com sucesso.