Coronavírus pode sobreviver em seu tênis por até 5 dias, alertam especialistas

Coronavírus pode sobreviver em seu tênis por até 5 dias, alertam especialistas

Por RODRIGO DHAKOR

É do conhecimento que o coronavírus pode se abrigar em muitas superfícies não humanas, incluindo maçanetas, caixas de papelão e carrinhos de compras. Agora, para a surpresa de provavelmente todos, os especialistas estão chamando os calçados de "terreno fértil" para germes.

A especialista em doenças infecciosas Mary E. Schmidt alerta que o coronavírus pode sobreviver em solas de borracha, couro e PVC por cinco dias ou mais (isso depende de clima e temperatura), relatou ela ao Huffington Post UK - e até sugeriu que as pessoas usem calçados que possam ser lavados ​​à máquina.

Dependendo dos materiais usados ​​para fazer o calçado, o patógeno também pode permanecer por dias no cabedal. Cientistas do National Institutes of Health, CDC, UCLA e Princeton University descobriram que o COVID-19 pode sobreviver em plástico de dois a três dias, o que significa que calçados e tênis com componentes de plástico correm esse risco - embora essa não seja uma preocupação para alguns médicos.

"A sola é o terreno fértil para mais bactérias, fungos e vírus do que a parte superior de um tênis", disse o médico de emergência Cwanza Pinckney ao HuffPost. 

(Foto Getty Images)

Um estudo de 2008 realizado por microbiologistas da Universidade do Arizona constatou que a sola (em média) contém cerca de 421.000 bactérias, vírus e parasitas. No entanto, Pinckney nos lembra que muitos desses microorganismos "influenciam e nos permitem desenvolver imunidade"

No entanto, a especialista em saúde pública Carol Winner diz que tirar os tênis antes de entrar em casa é uma medida inteligente para qualquer pessoa.

"Se você pode deixá-los em sua garagem ou na sua entrada, isso seria ideal, pois você não precisa necessariamente deixá-los do lado de fora", explica Winner. "A idéia é não apenas rastreá-los por toda a casa", salienta.

Schmidt acrescenta preocupação principalmente às crianças e aconselha os pais a se preocuparem especialmente com a maneira como as crianças lidam com seus calçados.

"Você precisa esconder os tênis das crianças pequenas para garantir que elas não os toquem", diz ela. "Ensine-os a não tocar em calçados, a menos que sejam designados para ambientes fechados, pois eles são um dos objetos mais sujos que temos em nossas casas, além dos banheiros".

Winner tenta reprimir o medo, dizendo às pessoas para se concentrarem mais na higiene pessoal e na lavagem das mãos, em vez de focar na parte de baixo dos tênis.

"Não há evidências para dizer que o coronavírus entra na casa pelos tênis", diz ela. "Pragmaticamente, eles estão na parte do corpo mais distante do nosso rosto, e sabemos que o maior risco de transmissão é de pessoa para pessoa, não de tênis para pessoa".


✔️ Produto adicionado com sucesso.