Nike processa Skechers por supostos Skecherizing

Nike processa Skechers por supostos Skecherizing

Por RODRIGO DHAKOR

Por Rodrigo Dhakor

Todos sabem que a Nike criou a tecnologia "Air" e a introduziu na indústria de calçados lá em meados dos anos 80. Recentemente a marca anda tendo "problemas" com cópias vindo de outra grande marca que imita a famosa tecnologia de maneira inconfundível.

O termo "Skecherizing" foi criado pela Skechers para explicar sua inspiração nos produtos da concorrência, mas nem todos concordam que a imitação é uma forma sincera de lisonja. No entanto, ainda quando se trata de design de calçados, a Nike não parece levar as alegadas cópias da Skechers com muito ânimo.

A marca entrou com um processo de violação de patente contra a Skechers na corte federal, a pedido do CEO Robert Greenberg, alegando que seu concorrente emprega uma "estratégia de cópia". A marca do Swoosh diz que entrou com o processo para defender sua inovação em design e impedir que a Skechers copie o investimento significativo da Nike em talento e recursos.

O processo alega que a Skechers está copiando dois modelos específicos do catálogo da Nike, o VaporMax e o Air Max 270, dois dos tênis de aparência mais distinta da linha de produtos da Nike, que têm bolhas de ar proeminentes e formato exclusivo, mas possuem hoje motivos "skecherized" nas formas do Skechers-Air Atlas, Skech-Air 92, Skech-Air Stratus e Skech-Air Blast.

(Foto Nike)

(Fotos Skechers)

(Foto Nike)

(Fotos Skechers)

"A Skechers afirma que apenas se inspira nos produtos da concorrência e chama o projeto de "Skecherizing". No entanto, a Nike alega que "a estratégia de negócios da Skechers inclui copiar os desenhos de seus concorrentes para ganhar participação de mercado".

Embora o caso envolva apenas dois tipos de sapatos, a Nike alega que a Skechers violou uma dúzia de patentes. A Skechers divulgou recentemente uma declaração abordando diretamente seus parceiros de varejo em relação ao recente processo, alegando que está preparada para negar toda e qualquer semelhança. 

 

 (Foto Divulgação)

A marca continua afirmando que "planeja defender vigorosamente o processo e em resposta negará que qualquer um dos modelos listados infrinjam qualquer patente da Nike".

A Skechers sente como se seu "concorrente muito maior" fosse um "valentão" e ressalta que já teve outros encontros anteriores em tribunais com a gigante esportiva, inclusive sobre dos quais saiu vitoriosa. A declaração termina com a Skechers comprometendo-se com seus parceiros de varejo, afirmando que os "defenderá e indenizará" se a Nike tentar "intimidá-los" também.

Até o fechamento (21) a Nike ainda não respondeu à declaração e o processo continua em andamento.