Por R$ 244 milhões, Magazine Luiza compra Netshoes

Por R$ 244 milhões, Magazine Luiza compra Netshoes

Por STAFF THE GAME

Por Rodrigo Dhakor

Desde setembro de 2018 a Netshoes está a venda. A empresa rendeu-se à pressões de investidores ocasionadas pelos preços cada vez menores de suas ações e iniciou negociações para uma possível cessão. Para isso, contratou o banco de investimento Goldman Sachs para encontrar um sócio ou comprador.

A rede varejista Magazine Luiza anunciou nesta segunda-feira (29) a compra da Netshoes, e-commerce brasileiro especializado em artigos esportivos. A empresa comandada por Luiza Trajano pagou US$ 62 milhões (aproximadamente R$ 244 milhões. Cotação em 30/04/2019) na operação, adquirindo 100% das ações, que valiam US$ 2 cada (a Netshoes tem capital aberto na Bolsa de Valores de Nova York). 

Em comunicado conjunto enviado ao mercado, ambas as empresas informaram que, para viabilizar a operação, o Magazine Luiza fechou um acordo com parte dos acionistas da Netshoes, pelo qual os signatários - que possuem 47,9% das ações - votarão favoravelmente ao procedimento de compra durante a assembleia. Com isso, eles receberão o valor de suas ações em dinheiro. 

 

 
(Foto Netshoes)

 

“A conclusão da operação está condicionada à satisfação de determinadas condições precedentes estabelecidas no “Agreement and Plan of Merger“, incluindo, entre outras, sua aprovação pelos acionistas da Netshoes em assembleia geral, de acordo com as leis das Ilhas Cayman, e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE“, informa o comunicado.



Uma vez finalizada a operação, a Netshoes se tornará uma subsidiária do Magazine Luiza. Além da operação brasileira, a Netshoes também anunciou que vendeu a sua filial na Argentina para o grupo de investimentos BT8 S.A

Detalhes sobre a operação, como valores envolvidos e informações sobre o grupo comprador não foram divulgados.  

Funcionando apenas na Internet, a Netshoes acumula prejuízos . Em 2018, no terceiro trimestre, a empresa fechou com um prejuízo liquido de R$ 241,5 milhões. Hoje, após diversos maus resultados financeiros, os papeis valem cerca de US$ 2,65. A aquisição do Magazine Luiza fez as ações valerem ainda menos: algo em torno de US$ 2.

Além do Magazine Luiza, a B2W - controladora dos e-commerces Submarino e Americanas - também estava na disputa pela compra da Netshoes.