Conheça Ronan Gouvêa, artista plástico que faz esculturas com fita crepe

Conheça Ronan Gouvêa, artista plástico que faz esculturas com fita crepe

Por Larissa Rocha

Por Larissa Rocha

O que você faria com fitas crepe? Prenderia algo, colaria algo? Pois é, esse instrumento tão utilizado no dia a dia das pessoas virou para Ronan Gouvêa um instrumento de arte para criar suas belas esculturas que tem como fator principal a fita, mas também outros materiais recicláveis.

Ronan Gouvêa tem 22 anos, é artista plástico e vive atualmente na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, sua inspiração veio dos seus próprios desenhos feitos espontaneamente para passar o tempo, até que foram evoluindo e viraram prêmios de diversos concursos de arte em colégios que estudou, o que inclusive, com o sucesso das premiações virou uma fonte de renda extra. Posteriormente, em meados de 2014, em uma viagem para Paraty, Rio de Janeiro, Ronan aprendeu algumas técnicas de esculturas de fitas durepox com seu primo - que aprendeu a técnica com um casal argentino -, e começou a pratica-las. Em 2016, após se apaixonar definitivamente pelas esculturas de fita crepe, o artista mergulhou de cabeça nesse universo e começou a comercializa-las.

"Voltei a fazer e coloquei na minha cabeça que ia focar nessa arte e continuar o que meu primo começou", afirma Ronan.

As inspirações de Ronan para criar cada peça estão em criações de diversos outros artistas que admira. "Sempre fui louco pelo trabalho do Vik Muniz,depois que vi a matéria dele do lixo extraordinário, me despertou o valor que cada arte tem,e nunca desistir dela. Lembrar dos trabalhos dele me deixa sempre com vontade de ir além no que eu faço", explica.

Para a criação de uma escultura, o artista geralmente explora diversos materiais recicláveis porque acha importante ressignificar cada material utilizado, mas de praxe sempre utiliza como base a fita crepe, arame e rolhas.

A entrada de Ronan para o mercado artístico se deu a partir da criação de esculturas de rappers brasileiros e internacionais dos quais ele admira o trabalho e tem como referência, tendo inclusive, a oportunidade de entrega-las pessoalmente a alguns deles. Entretanto, mesmo amando o rap e tendo o desejo de criar outras esculturas com o tema, não é um universo preso na cabeça do artista, que deseja iniciar projetos próprios e desembarcar em outros estilos de trabalho.

"Já fiz esculturas do l7nnon, Choice, Azzy, Felp22, Nabrisa, Pelémilflows, MZ, Tupace e Sabotage. Ainda quero fazer a galera toda do rap, pois amo rap", afirma.

"Quero poder fazer muitas referências ainda, outros estilos, fazer projetos com outros artistas e crescer no mercado artístico. Quero expor muitas ideias que guardo e uma delas é um projeto de fazer esculturas de momentos que marcaram a minha vida e pessoas que fui conhecendo que me passarão aprendizados. Até hoje não tive nenhuma exposição,eu ainda quero muito fazer e viver da minha arte. Arte aqui no Brasil não tem muito valor e vou lutando pra vencer mesmo tendo pouco tempo pra ela, porque a crise de hoje me faz viver preso no comércio. Todos nós sabemos o preço de cada sonho", complementa.


O próximo passo do artista é focar em participar mais do meio artístico e expor os seus trabalhos em feiras de exposições, e até mesmo ter uma exposição própria. O que ele deseja é alcançar o devido reconhecimento como artista, desenvolver suas coleções de esculturas e ter seu próprio atelier.

O artista ainda não possui site, mas você pode encontrar seus trabalhos e encomendá-los através do seu instagram, que possui o e-mail e o telefone do mesmo disponível para contato, além da própria rede social.

Confira abaixo alguns trabalhos do artista:


✔️ Produto adicionado com sucesso.