James Jebbia e Raf Simons estão entre os vencedores do CFDA Fashion Awards

James Jebbia e Raf Simons estão entre os vencedores do CFDA Fashion Awards

Por Larissa Rocha

Por Larissa Rocha

Os maiores nomes da moda se reuniram na noite de ontem, 04 de junho, no Brooklyn Museum de Nova York para celebrar o CFDA Fashion Awards, a grande premiação da moda americana. Dentre os vencedores da noite estava para a surpresa de todos - ou não - James Jebbia, fundador da Supreme, e o já premiado estilista belga Raf Simons, dois ícones da moda atual.

O CFDA (Council of Fashion Designers of America (Conselho de Designers de Moda da América)) é uma associação sem fins lucrativos criada em 1981 que conta com 350 agências de moda mais importantes dos Estados Unidos. O Conselho que causa muito impacto na indústria da moda, promove todos os anos o CFDA Awards, evento de premiação aos destaques do ano no universo da moda.

Esse ano uma das surpresas da noite foi a premiação de Menswear Designer (Designer de Moda Masculina) do ano dada ao James Jebbia, que raramente aparece e dá entrevistas, mas que com sua mente brilhante construiu um império do lifestyle através do skate e mudou a maneira como os consumidores antecipam e cobiçam as coleções. Jebbia foi de poucas palavras, mas manteve o que sempre pensou ao declarar: "Eu nunca considerei a Supreme como uma empresa de moda, ou eu mesmo um designer, mas agradeço o reconhecimento pelo que fazemos."

Jebbia enfrentou forte concorrência para vencer na categoria, estava disputando com renomados nomes como Raf Simons pela Calvin Klein, Virgil Abloh pela Off-White, Thom Browne e Tom Ford.

O reconhecimento da associação mostra que a Supreme está em outro patamar e que realmente faz jus ao dito pela Vogue "a Supreme é a Chanel do streetwear". A importância da marca é inquestionável para a aparição do estilo e para mitigar o mercado da moda tradicional com o streetwear.

(James Jebbia)

Outra grande premiação da noite foi a do designer Raf Simons, que garantiu o prêmio de Womenswear Designer (Designer de Moda Feminina) do ano através da Calvin Klein, onde é Diretor Criativo, e que inclusive, já havia ganhado o mesmo prêmio ano passado, mas na categoria moda masculina. 

E apesar de toda a premiação e o clima de seriedade, Simons terminou tudo dizendo: “Inclusive em tempos ruins, esse país é muito inspirador para mim. Vocês todos são muito inspiradores para mim, os amantes da moda amam a moda ... é isso que nos faz continuar e o que nos traz energia".

Raf Simons tem destaque pelo seu jeito único de fazer moda, bem minimalista, trazendo manifestações e prezando os detalhes que fazem com que as peças que assine fiquem totalmente icônicas. 

(Raf Simons e Naomi Campbell)

 

Os ganhadores ainda ganharam artes personalizadas feitas pela artista novaiorquina Christina Zimpel, que os ilustrou de forma a combinar com a característica de cada um, como por exemplo, o de Jebbia era algo indefinido com uma interrogação porque ele quase nunca aparece, já o de Simons era algo artístico que tem muito a vê com a sua personalidade.

 

Além de Jebbia e Simons, entre os premiados estavam Kim Kardashian West, Ralph Lauren, Naomi Campbell, Donatella Versace, Diane von Fürstenberg, Edward Enninful, as gêmeas Olsen e Sander Lak. Também estiveram presentes durante o evento celebridades da moda como Cate Blanchett, Lupita Nyong'o, Trevor Noah, Michael Kors, Virgil Abloh e Alexander Wang.

Com as escolhas da noite, é possível notar que as grandes organizações da moda estão revolucionando os critérios tradicionais de escolha e estão sendo influenciadas pelo comportamento de como os consumidores compram - e pensam - na moda, a fim de trazer à tona as manifestações de moda contemporânea clamadas pelo mainstream.