A Pandemia Não Irá Impedir O Paris Fashion Week De Acontecer

A Pandemia Não Irá Impedir O Paris Fashion Week De Acontecer

Por Matheus Castro

A indústria da moda e todo o universo que a circunda sempre foram alimentados por inovações, mudanças, progresso. Bill Cunnigham, um dos maiores fotógrafos de street-style do meio, já dizia em seu póstumo memorando Fashion Climbing: "Mudança constante é o sopro da moda". Superficialmente, é verdade absoluta. Em todas as temporadas, vemos os esforços de designers para apresentarem nas passarelas o que há de mais fresco em seus trabalhos e o que pode vir a se tornar tendência.

Cunningham, pedalando sua bicicleta de assinatura, era unicamente posicionado a ver a moda em constante movimento. A cidade de Nova York e seus habitantes davam vida ao estilo todos os dias. No entanto, a indústria da moda é fadada a centenas de anos de tradição puramente vaidosa, com seus gatekeepers resistindo historicamente à mudança sistemática. Isto foi provado mais uma vez quando a Fedération de La Haute Couture et de La Mode (Federação da Alta Costura e da Moda) anunciou que, mesmo com a pandemia mundial da Covid-19, o show continua: Paris Fashion Week confirmado para 28 de setembro de 2020.

Press Release FCHM Sobre Confirmação do Paris Fashion Week / Fonte: FHCM

 

"A Federação da Alta Costura e da Moda está organizando um evento online do Paris Fashion Week®. Dedicado à apresentação das coleções de moda masculina primavera / verão 2021, acontecerá de 9 a 13 de julho de 2020. Este evento será estruturado em torno de uma plataforma dedicada. O princípio do calendário oficial é mantido. Cada Casa será representada na forma de um filme / vídeo criativo. Conteúdo adicional será incluído em uma seção editorial da plataforma. Tudo isso será amplamente compartilhado nas principais redes de mídia internacionais. SPHERE - O Paris Fashion Week® Showroom dedicado à marcas emergentes assumirá a forma de um sala de exposições virtual. Este evento, destinado a profissionais, será disponibilizado a um amplo público. Também permitirá mostrar Paris e a criatividade das casas listadas no calendário da Paris Fashion Week® em toda a sua unidade e diversidade."

Milão também está confirmada para receber a semana de moda em setembro com desfiles mesclados entre ao vivo e digital. A Camera Nazionalle de La Moda, em nota, diz esperar realizar eventos presencias "quando possível". "Eles se mantém fundamentais na promoção do enorme valor produtivo e criativo Made in Italy”, disse o órgão. No mês de julho, Milão recebe a primeira semana de moda digital entre os dias 14 e 17 de julho. Serão 37 marcas participantes apresentando suas coleções no formato que preferirem no cronograma de até 1h.

Desfiles os quais estavam marcados para acontecer nesta temporada de verão (alta-costura e homens) foram cancelados, adiados ou apresentados digitalmente. À medida que lojas foram reabrindo, marcas começaram a pensar sobre o futuro de eventos com presença física. A Dior foi a primeira a realizar um grande anúncio desde o lockdown ao confirmar o desfile cruise em Puglia, Itália, no dia 22 de julho. Não haverá convidados, no entanto, a maison espera receber um público socialmente distante para o show em setembro. Burberry também revelou planos para o mesmo mês: apresentará no London Fashion Week um desfile físico somente com modelos e staff.

Outras marcas optaram pela saída do calendário tradicional, como Saint Laurent e Gucci, que agora se restringem a somente dois shows por ano. Uma atitude sensata ao falarmos de estimular cuidados com a saúde, mudanças sustentáveis e criativas na indústria. Mais tempo hábil para os diretores criativos fazerem jus ao nome do cargo e menos desperdício e danos ao meio ambiente. "Agora sabemos que o nosso trabalho foi muito furioso e o nosso passeio, muito perigoso", escreveu o designer da Gucci, Alessandro Michele, em manifesto no Instagram. Dries Van Noten adotou medidas similares e liderou um conjunto de designers e varejistas a escreverem uma carta aberta por mudanças imediatas na maneira como a moda tem sido entregue.

O cenário ainda é de incerteza sobre a efetividade e como os eventos irão proceder. Segundo nota da FCHM, todos os desfiles de setembro seguirão as "recomendações das autoridades públicas". Vale ressaltar também que Nova York precede Paris no calendário e ainda há dúvidas sobre a realização da semana. "Fashion Victim" é um termo inventado pelo designer Oscar De La Renta, usado para identificar pessoas que são incapazes de impor limites de estilo e são vulneráveis à moda, ao materialismo e ao uso exacerbado de tendências. Espero que, em setembro, o termo não seja usado em seu pior sentido literal.