Casablanca Outono/Inverno 2021-22: Um Sonho Com Corridas de Fórmula 1 e Cassinos de Mônaco

Casablanca Outono/Inverno 2021-22: Um Sonho Com Corridas de Fórmula 1 e Cassinos de Mônaco

Por Matheus Castro

Uma das marcas mais rejuvenescedoras atualmente, a Casablanca nos faz sonhar com dias de sol na Riviera Francesa e noites de frenesi na cidade marroquina que dá nome à marca. O resultado é a união entre uma alfaiataria chic e casualidade elevada com muito glamour, elegância e bom gosto.

Em sua coleção de outono/inverno 2021 intitulada “Grand Prix”, Charaf Tajer, diretor criativo da marca, apresenta pela primeira vez uma linha feminina completa e traz como inspiração a vida na cidade de Mônaco, conhecida por seu lifestyle luxuoso, arquitetura, cassinos e a tradicional corrida de Fórmula 1 que, para ele, “é um sonho de criança”.

Pôster Coleção "Grand Prix". Foto: divulgação

O curta, filmado no hotel barroco De La Païva, retrata uma after-party após o circuito de Mônaco, onde todos celebram a vitória do Grand Prix ao som de “In My Wildest Dreams” - Giorgio Moroder com muito luxo, champagne e jogatina. “É sobre uma noite de corrida em Mônaco. Obviamente, a Casablanca ganhou a corrida”, disse Tajer.

Toda essa atmosfera está inserida no mix de culturas marroquina-francesa da Casablanca e diretamente ligada ao ethos da marca: o “Casaway”. Nas peças, é a atenção aos detalhes que traduz esse estilo de vida flamboyant da cidade francesa. Logo, as referências de cassino, Fórmula 1 e arquitetura são vistas por toda a coleção.

Designs de naipes de baralho reforçam a silhueta de vestidos e servem como bolsos de calças. Estampas de assinatura da marca são decoradas com rainhas, roletas e padrões quadriculados que remetem à bandeira de chegada, ao piso dos cassinos de Mônaco e ao espírito das cartas simultaneamente. Até o clássico macacão de corrida usado por pilotos recebeu reinterpretação da marca com tecido Bombardo e bordado de louro, um dos emblemas da Casa.

Lookbook Casablanca Outono/Inverno 2021. Fotos: divulgação

O foco na qualidade de materiais e no design atemporal faz com que a Casablanca vá se tornando aos poucos uma marca de sucesso a longo prazo. “Sou inspirado por marcas como Hermès, Chanel ou Cartier. Essas marcas criam itens que são relíquias de família. É uma tradição. É algo que valorizamos aqui na Europa. Afinal, sou francês. Acredito que a ideia de ir rápido e consumir excessivamente é um estilo de vida americano, com o qual não me identifico. Na Europa, fazemos roupas atemporais, mas que estão na moda”, disse Tajer em entrevista à Love Magazine.

Lookbook Casablanca Outono/Inverno 2021. Fotos: divulgação
 
Durante o período da Segunda Guerra Mundial a moda se tornou mais rígida, geométrica e sem vida. Na época, marcas como Dior tiveram papel essencial na restauração do luxo, da silhueta, beleza e fantasia na moda. Hoje, o cenário se repete com a Covid-19, um tempo que demanda por simplicidade, praticidade e conforto. Entretanto, assim como a Dior em 1947, a Casablanca nos faz esquecer a pandemia nem que seja por quatro minutos. O luxo, a elegância e o glamour se restauram e nos fazem sonhar com uma injeção de positividade para que possamos ter motivos para celebrar novamente.

✔️ Produto adicionado com sucesso.