Conheça a Carnan, Marca Que Traz o Multiculturalismo Como Alma do Negócio

Conheça a Carnan, Marca Que Traz o Multiculturalismo Como Alma do Negócio

Por Matheus Castro

Nascida e criada por três jovens “under 30”, a Carnan, marca de roupas carioca traz em suas coleções o multiculturalismo e o despojamento. Na coleção de inverno 2020, o universo da Patagônia é o tema abordado e, desta vez, em uma “Indoor Expedition”. De uma amizade e do sentimento de não encontrar o tipo de roupa que queriam nas lojas já existentes no mercado, Paulo, BrenoLucca decidiram usar a paixão que já tinham por moda para criar peças diferenciadasPrestes a completar dois anos de vida, a CARNAN, apesar das dificuldades atuais no cenário mundial causadas pela pandemia, celebra o aumento do alcance de novos clientes a cada dia.

 

Como propósito, a marca visa contribuir para que o mercado e consumo masculino de moda mude no Brasil. Desejam transmitir o conceito de que se vestir é algo maior do que apenas estar vestido, mas que tem também a ver com o emocional, com a autoestima, com a personalidade e a verdade de cada um.  

 

Vemos ainda hoje no Brasil uma cultura ainda arcaica quando falamos de moda no setor masculino. O mais comum ainda é vermos homens que usam “o que tem no armário”, a maioria não se preocupa com o que está vestindo, não compram roupa, apenas usam o que ganham de presente e isto basta. Você acreditar no trabalho de uma marca, se conectar e se sentir bem usando aquele produto é fundamental. Por isso, vemos que a Carnan acaba atraindo também não só pessoas que se interessem por moda, mas também as que simplesmente se identificam com a proposta da marca. Como cultura, fotografia e viagem, por exemplo.” – conta Paulo.  

 

A maior paixão em comum dos sócios, além da moda, é viajar. Todos eles possuem experiências de vida fora do Brasil e acreditam que conhecer novas culturas seja um dos bens mais valiosos. Por isso, a alma da Carnan e suas coleções é viagem, a cada vez um novo país. O processo criativo é todo feito em conjunto, a partir da seleção de lugares que interessam aos sócios, análise do que cada lugar tem para oferecer e quantidade de insumos que irão fornecer para a criação das peças e estampas. 

 

Fazemos um estudo de meses, sobre cada lugar. Vemos tudo sobre cultura, história, geografia, arte e cores, tanto na arquitetura, quanto em pinturas, artesanatos, roupas... E assim montamos a quantidade de modelos e começamos a criar em cima destes conteúdos de pesquisas e referências. Desde o início da marca, contamos com a ajuda do Pedro Miceli, que trabalha como designer junto com a gente e diretamente com o Paulo, que é quem fica responsável pela criação de toda esta parte que “vai sair pra rua”, modelos, produção e design das peças.” – explica Breno. 

 

A nova coleção, Patagônia, veio da vontade de mostrar um país com muito frio e muita neve. Quando a pandemia da covid-19 chegou, a equipe já estava de passagens compradas, iniciando a produção, com viagem marcada para Maio, planejados para lançar tudo no fim de Junho. Tudo parou e foi necessário uma reviravolta cheia de criatividade para manter o lançamento de pé sem perder a essência. Com passagens canceladas e orçamento reduzido, surgiu a ideia que traria o inusitado junto ao seguro. Trouxeram o clima da Patagônia e o estúdio fotográfico para dentro de casa. Daí nasceu a “Indoor Expedition”. 

 

No início não ficamos muito contentes, pois mostrar aos clientes o lugar de onde estamos tirando nossas referências, é sempre muito interessante e temos bastante feedbacks positivos sobre isso. Mas a partir do momento e que tivemos a ideia de fazer esta expedição “indoor”, assumimos que era o possível no atual momento e nos superamos em todos os sentidos a cada dia para que o trabalho final ficasse lindo, como esperávamos. Estamos muito contentes com o resultado e por mais que seja um conteúdo diferente, também tem muito valor e o público vai curtir bastante." – conta Lucca.

 

 

Fotos: Divulgação