Criatividade e ironia: conheça a marca brasileira A Censura

Criatividade e ironia: conheça a marca brasileira A Censura

Por Larissa Rocha

Por Larissa Rocha

A marca brasileira A Censura aposta na contravenção através da criatividade e ironia para elaborar suas peças e coleções no estilo streetwear.

A Censura foi criada em 2014, na cidade de São Paulo, pelo seu idealizador Eric Armene com a ideia de extravasar uma vontade diária de criar. 

O conceito é caracterizado pelo amadurecimento de vivências e experiências colecionadas pelos seus integrantes e a caminhada já percorrida pela marca. O foco é diretamente ligado "à arte contemporânea, enraizada nas ruas, mais rustica, mais real", segundo Eric, que acrescenta "independente da fase, nosso maior combustível é criar".

Em sua última coleção, titulada como "Don't Believe The Hype" (Não acredite no Hype), que é uma crítica ao hype, expressão dada àquilo que está em alta e considerado valioso no cenário streetwear por jovens da geração atual, a fim de demonstrar que o "hype" não é tudo e que apostar no simples minimalista pode ser considerado um "refúgio" dessa "febre".

"A coleção foi um retrato exagerado sobre algumas características de um mercado extremamente rico como o Streetwear", explica Eric.

 

Outro ponto interessante da marca é a qualidade de seus produtos e o cuidado com suas embalagens, apostam em tecidos variados e caixas incorporadas com arte, frases de efeito e entretenimento para quem a recebe. Em sua última coleção pode-se perceber claramente esses detalhes e a interação da embalagem com o consumidor.

Os produtos da última coleção variam entre camisas, camisas oversized, croppeds, shorts e acessórios que estão disponíveis à venda no site oficial da marca. 

Confira abaixo as fotos do lookbook da última coleção:

Acompanhem as informações e lançamentos pelas redes sociais da marca:

Instagram: @acensura

Facebook: @storecensura

Youtube: A Censura

#VALORIZEOPRODUTONACIONAL