Daslu, marca de artigos de luxo, vai ser leiloada

Daslu, marca de artigos de luxo, vai ser leiloada

Por RODRIGO DHAKOR

O primeiro leilão da marca Daslu, empresa que revolucionou o mercado de luxo no Brasil, que estava marcado para esta quarta-feira, foi prorrogado e a previsão agora é de que seja realizado no dia 7 de junho, às 13 horas.

O lance mínimo deverá ser igual ou superior ao preço da avaliação atualizado, que é de aproximadamente R$ 1,4 milhão. Caso não existam interessados, o negócio terá continuidade no segundo leilão, no dia 14 de junho, também às 13 horas. O lance mínimo passará a ser igual ou superior a 50% do montante da avaliação atualizado - ou por volta de R$ 700 mil.

Se novamente os arrematantes não se animarem, acontecerá o terceiro e último leilão, no dia 21 de junho. A marca icônica, que encantou toda uma geração, será vendida por quem der mais, ou seja, pelo maior lance, sujeito à homologação judicial.

(Foto: Getty Images)

De acordo com a advogada Mariana Valverde, sócia do Moreau Valverde Advogados, o "edital foi aditado, em razão da prorrogação". E detalhe: é possível aos interessados dar lances desde já para arrematarem a marca Daslu.

Vale lembrar que nem tudo foi luxo e glamur na história da Daslu. Em 2005, os irmãos Eliana Tranchesi e Antonio Carlos Piva de Albuquerque, donos da marca, foram presos durante a megaoperação chamada Operação Narciso. Os irmãos foram acusados de importação irregular com crimes de sonegação fiscal e fraude em importação.

Trocando em miúdos, a Daslu foi acusada de subfaturar importações, ou seja, declaravam valores das peças muito abaixo dos valores reais, com o simples objetivo de sonegar impostos. Depois dessa operação, que levou a Daslu das páginas das revistas de luxo para as páginas policiais dos jornais diários, o negócio foi ladeira abaixo, culminando num fim nada glamuroso de uma marca que durante um bom tempo era sinal de status.


✔️ Produto adicionado com sucesso.