Givenchy Nomeia Matthew Williams Como Novo Diretor Criativo

Givenchy Nomeia Matthew Williams Como Novo Diretor Criativo

Por Matheus Castro

A Givenchy anunciou hoje, em sua conta oficial no Instagram, a nomeação de seu novo diretor criativo, Matthew Willliams, fundador e também diretor criativo da 1017 ALYX 9SM. Williams, depois de muita especulação, assumirá o cargo de Clare Waight Keller, que anunciou sua saída em abril após três anos de casa. 

Junto ao post de anúncio, uma mensagem de voz gravada pelo próprio designer agradece à nova conquista:

"Quero dizer algo sobre como estou honrado em assumir o cargo de diretor criativo da Givenchy. Meu sonho ao longo da vida é estar nessa posição e é realmente surreal que finalmente chegue aqui. Eu trabalho todos os dias há 15 anos para esse objetivo único. Ao mesmo tempo, é agridoce porque estamos vivendo em tempos sem precedentes no mundo. Espero poder trazer esperança e, com minha comunidade e colegas, criar mudanças positivas em nossa indústria e no mundo e gostaria de usar essa plataforma para fazê-lo", disse Williams no comunicado. 

 

Ver essa foto no Instagram

A voice note from our new Creative Director, @MatthewMWilliams.

Uma publicação compartilhada por GIVENCHY (@givenchyofficial) em

 

Matthew Williams, junto à Virgil Abloh e Heron Preston, é um dos fundadores da "#BEEN #TRILL", coletivo de arte, grupo de DJ, marca de streetwear e ícone da Era Tumblr. A label apostou toda a credibilidade na internet em camisetas e bonés snapback. No entanto, muitos dos membros e associados tiveram/têm a vantagem de trabalhar em estreita colaboração com pesos pesados ​​da indústria da moda, incluindo marcas badaladas como Hood By Air e artistas de destaque como Travis ScottA$AP RockyRihanna Kanye West, principal responsável pela mentoria dos designers do coletivo. Portanto, hoje, Matthew Williams é conhecido por unir, em estilo techwear, elementos do streetwear com a alta costura na sua marca estabelecida em Milão, 1017 ALYX 9SM (nome que homenageia à sua filha).

Alyx FW20 / Foto: Eva Al Desnudo

Mais uma vez, vemos uma jogada mercadológica do todo-poderoso LVMH Group, em tentativa de mudar o direcionamento da Givenchy para atingir e dialogar com o consumidor mais jovem. A mesma estratégia adotada com Virgil Abloh na Louis Vuitton, visto que, segundo pesquisa realizada pelo Boston Consulting Group (BCG) e Altagamma, as gerações de Millennials e Gen-Z representarão metade dos consumidores de luxo até 2025. 

Hubert de Givenchy não foi um designer revolucionário, mas sabia criar produtos vendáveis, algo que Matthew Williams também sabe fazer. Por um lado faz total sentido como estratégia comercial. Por outro, não há nada de "fresh" e "legal" nessa mudança de diretores criativos a cada três anos. Uma verdadeira dança das cadeiras que impede que marcas consigam criar algo realmente duradouro e construir um legado. 

A escola de Kanye West vai assumindo aos poucos (menos o próprio professor) o comando de poderosas casas francesas como se fossem remédios de rejuvenescimento. Ainda é cedo para julgar o trabalho de Matthew Williams em sua nova etapa como designer. Aguardemos os próximos capítulos em outubro, quando Williams irá apresentar sua coleção de estreia para a Givenchy.