Gucci lança campanha inspirada na obsessão por colecionar para a coleção "Gucci Collectors"

Gucci lança campanha inspirada na obsessão por colecionar para a coleção "Gucci Collectors"

Por Larissa Rocha

Por Larissa Rocha

A Gucci apresentou no início dessa semana sua campanha para a coleção de outono-inverno 2018 inspirada na obsessão de personalidades excêntricas por arte, pinturas, antiguidades, objetos raros e itens colecionáveis ​​vintage.

A Gucci Collectors, como foi nomeada a coleção, foi apresentada em janeiro no desfile da marca na semana de moda em Milão, que foi marcado por aparições de dragões e cabeças decapitadas. A coleção é composta por vestuário e acessórios exóticos para serem colecionados - e também para usar - incluindo ainda, uma versão do tênis SEGA e mocassins em colaboração com o New York Yankees.

A campanha foi elaborada com uma visão vintage em salas e quartos repletos de detalhes em que cada protagonista vestido de Gucci está cercado por seus objetos cuidadosamente acumulados, refletindo a imagem de um colecionador de "coisas" apaixonado e abundante, que tem em seus itens um significado muito individual. Nas fotos, nota-se a presença de muitas louças, objetos colecionáveis como bonecas, animais de porcelana, quadros de pinturas renascentistas - estilo que o diretor criativo da marca Alessandro Michele ama -, perucas, pelúcias, miniaturas e outros mais exóticos como um quadro de borboletas (mortas) e relógios, elementos que nos trazem a ideia de uma coleção muito peculiar e uma grande paixão por aquilo que coleciona.

A mensagem principal dessa campanha é trazer à tona como as pessoas consideradas como excentrícas - e muita das vezes até ignoradas ou desprezadas pelo mainstream - são interessantes e criativas, literalmente um chamado para ver o forâneo como algo a se orgulhar.

Confira abaixo as fotos da campanha: