Moschino pré-outono 2020: uma carta de amor à cidade de Nova York

Moschino pré-outono 2020: uma carta de amor à cidade de Nova York

Por Felipe Bichara

Por Matheus Castro

Não havia maneira melhor de começar o primeiro desfile da Moschino em Nova York do que ter participantes encharcados de chuva rumo à ao subsolo em uma estação de metrô. Embora o cenário fosse apenas réplica do New York Transit Museum no Brooklyn, toda a ambientação lembrava a cidade de Gotham. A agitação de cidadãos encontrando seus lugares no vagão, enquanto um violinista e violoncelista tocavam na plataforma.

O desfile, que incluiu o pré-outono feminino 20 e outono masculino 20, começou com o clássico aviso do metrô de portas se fechando. Em seguidas, modelos em looks surreais representavam estilos de todos os cantos da cidade de Nova York, enquanto saíam e entravam de vagão em vagão. A coleção trouxe de tudo, desde o streetwear com camuflagem do Harlem, o visual moderno e pesado do jeans de Williamsburg, o couro com pino de segurança do movimento punk de Lower East Side e os ternos de tweed abotoados do Distrito Financeiro.Os modelos foram complementados com peças surrealmente grandes, longe da usabilidade, com bonés de aba reta, bolsas coloridas de couro do tamanho de uma mala e uma mochila vermelha enorme. 

A coleção foi uma espécie de carta de amor do diretor criativo Jeremy Scott à cidade de Nova York, refletindo todas as coisas que tornam a Big Apple incrível.

"Nova York é a 'cidade que nunca dorme", disse Scott em comunicado. “Com isso em mente, eu queria oferecer um pouco de tudo. Um conjunto de 24 horas para meninas e homens da cidade que não têm medo de ir do salão de baile para a sala dos fundos e assistir ao nascer do sol sobre o East River. Em nenhum outro lugar do mundo você obtém esse tipo de energia e magia! "

Confira abaixo a coleção de pré-outono da Moschino: