Off-White Se Mantém Como A Marca Mais Quente Segundo Relatório Da Lyst

Off-White Se Mantém Como A Marca Mais Quente Segundo Relatório Da Lyst

Por Matheus Castro

A plataforma global de pesquisa de moda Lyst lançou o relatório "Lyst Index" para o primeiro trimestre de 2020, coroando Off-White como a "marca mais quente" do mundo mais uma vez. Este é o terceiro trimestre consecutivo em que a Off-White ocupa o primeiro lugar no Lyst Index, superando mais uma vez empresas como Gucci - que passou do segundo lugar no quarto trimestre de 2019 para o quarto lugar no primeiro trimestre de 2020 - e Balenciaga, que subiu um passo do terceiro trimestre passado para o segundo agora.

Além disso, também vemos um forte crescimento da Nike, subindo nove posições de 12º para o terceiro, em parte devido ao anúncio "Mamba Forever", contrato de vários anos com o Liverpool FC e seus esforços de caridade em resposta à crise do coronavírus. Outras marcas notáveis ​​incluem a Prada, a qual está entre os cinco primeiros agora após o anúncio de que Raf Simons se juntaria à equipe, bem como Jacquemus, que agora entra no top 20 no 15º graças ao seu forte show de Outono/Inverno 2020.

Outras marcas que se juntaram ao top 20 incluem Raf Simons, que passou de 29º para 17º - algo que a Lyst atribui a várias colaborações com nomes como Fred Perry e Dr. Martens -, bem como LOEWE, Thom Browne e Rick Owens , que ficaram em 18º, 19º e 20º respectivamente neste trimestre.

O Lyst Index Q1 2020 detalha o sucesso das marcas durante um período tumultuado para a indústria da moda devido à crise do coronavírus. No entanto, com a demanda por máscaras faciais aumentando 496%, marcas como Off-White ocuparam o primeiro lugar na lista de produtos masculinos mais quentes com sua máscara de flecha. Além disso, a jaqueta fleece da LOEWE da coleção Eye / LOEWE / Nature outdoors fica em segundo lugar na lista de produtos masculinos mais quentes deste trimestre, graças às aparições em Timothée Chalamet, Josh O´Connor e Justin Bieber. Chris Morton, co-fundador e CEO da Lyst abordou o impacto do COVID-19 dizendo:

 

 

"O Lyst Index mostra que a lealdade do consumidor a marcas poderosas continua forte, mesmo em tempos incertos. Mas a maneira como as pessoas interagem com as marcas e compram moda está mudando rapidamente. A crise do COVID-19 está acelerando as mudanças que já estavam acontecendo em nosso setor e catalisando novas mudanças. Nesse momento sem precedentes, o digital é mais importante do que nunca para as marcas de moda. Informação e comunicação são fundamentais para a nossa comunidade. Aqueles que se adaptarem rapidamente ao cenário em mudança, usando decisões baseadas em dados e aproveitando seus principais pontos fortes, estarão em melhor posição para superar isso ”.