Acordo entre Oracle e Walmart evita bloqueio do TikTok

Acordo entre Oracle e Walmart evita bloqueio do TikTok

Por RODRIGO DHAKOR

A plataforma TikTok seria bloqueada no último domingo (20) nos Estados Unidos, mas um acordo entre ByteDance (empresa chinesa dona da rede social), Oracle e Walmart evitou a restrição, pelo menos por enquanto e a parceria entre as três companhias recebeu até o "apoio" do presidente Donald Trump.

Os detalhes sobre o acordo ainda serão revelados, mas as primeiras informações sugerem que uma entidade com sede nos Estados Unidos será criada para permitir o controle conjunto do TikTok e gerará 25 mil empregos no país.

Segundo informações, 80% do TikTok Global, como a nova organização foi batizada, ficará nas mãos da ByteDance, e os 20% restantes serão compartilhados entre Oracle e Walmart.

Chama atenção o fato de, inicialmente, o Walmart ter apoiado a compra do TikTok pela Microsoft. Tudo indica que, como a ByteDance não aceitou a proposta, o Walmart correu para se juntar ao nome que apareceu nessa história logo depois: Oracle.

(Foto Wikimedia / Creative Commons)

Basicamente, a Oracle fornecerá estrutura nas nuvens para o TikTok e cuidará dos dados de usuários americanos na rede social. Já o Walmart levará para a plataforma a sua tecnologia de comércio eletrônico e publicidade.

O presidente Trump sinalizou que a nova entidade será controlada por americanos e resultará no pagamento de US $ 5 bilhões em impostos ao governo dos Estados Unidos. No entanto, a ByteDance já assumiu uma postura de "não será bem assim".

A companhia declarou que os tais US $ 5 bilhões são apenas uma estimativa do total de impostos que o TikTok Global pagará no decorrer dos próximos anos se o negócio vingar.

Além disso, a ByteDance informou que manterá o controle sobre os algoritmos da plataforma. A Oracle até poderá ter acesso ao código-fonte do serviço, mas de modo limitado, apenas para checagens de segurança.

Como a administração Trump acusa o TikTok de atuar como ferramenta de espionagem do governo chinês, o controle majoritário do TikTok Global pela ByteDance pode não ser suficiente para afastar de vez o risco de bloqueio do aplicativo nos Estados Unidos.