Clubhouse cria programa para pagar produtores de conteúdo

Clubhouse cria programa para pagar produtores de conteúdo

Por RODRIGO DHAKOR

Clubhouse anunciou no domingo (14) um programa para alavancar e remunerar criadores de conteúdo na plataforma. O objetivo é ajudar pessoas a produzirem programas na plataforma e conquistar público. 

Ao todo, 20 projetos de todo o mundo serão selecionados para receber a ajuda do Clubhouse. "Queremos apoiar e equipar 20 criadores com os recursos de que precisam para dar vida às suas ideias e criatividade", escreveu a rede social, em uma publicação no Twitter.

Também nessa mesma via, empresas e influenciadores já trabalham para descobrir a melhor forma de fazer da plataforma um ambiente lucrativo.

Ainda exclusivo para usuários do sistema operacional iOS , é possível encontrar diversas salas que discutem assuntos relacionados ao mundo dos negócios, como marketing e empreendedorismo. E esse pode ser um caminho para que pessoas e marcas lucrem com a plataforma.

Rafael Arty, Diretor Comercial da Squid, empresa especializada em marketing de influência, diz que ainda é cedo para dizer como as maneiras de ganhar dinheiro por meio do Clubhouse vão se concretizar, mas alguns indícios já estão presentes.

"Da mesma maneira que aconteceu em outras plataformas, os creators [produtores de conteúdo] encontrarão maneiras de monetizar seu conteúdo e influência no Clubhouse. Seja por meio de parcerias com marcas, assinaturas, salas exclusivas, eventos online ou mentorias", analisa Rafael.

O especialista afirma, ainda, que pode haver uma similaridade com um movimento que vem ganhando força no Instagram: o de monetizar os "melhores amigos" dos Stories, e no Clubhouse, algo parecido pode acontecer, com influenciadores cobrando para que usuários entrem em salas.

(Foto: Clubhouse)

Em nota, a rede social já afirmou que planeja "lançar os primeiros testes para permitir que os criadores sejam pagos diretamente, por meio de recursos como gorjetas, ingressos ou assinaturas".

Por enquanto, o Clubhouse ainda é restrito, tanto devido ao sistema operacional quanto à questão dos convites. Apesar disso, a rede social já promete chegar a todos os usuários em breve, permitindo uma popularização da plataforma e, consequentemente, o surgimento de novos influenciadores.

Além dos produtores de conteúdo e influenciadores, marcas grandes e conhecidas já têm usado a plataforma para se posicionar. É o caso da Nestlé, que promoveu conversas entre executivos da empresa e atletas olímpicos patrocinados pela marca. A Claro TV também é outro exemplo, já que a marca criou uma sala para interação em segunda tela durante um de seus programas. 

Podem se inscrever produtores de conteúdo dos mais variados assuntos e alcances. Para tentar uma das 20 vagas, é preciso  preencher um formulário do Clubhouse dando detalhes sobre seu trabalho. As inscrições vão até 31 de Março.

 

 


✔️ Produto adicionado com sucesso.