Lyft deverá adicionar ao usuário opções de bicicleta, Scooter e até recursos de Metrô em seu aplicativo

Lyft deverá adicionar ao usuário opções de bicicleta, Scooter e até recursos de Metrô em seu aplicativo

Por RODRIGO DHAKOR

Por Rodrigo Dhakor

A Lyft anunciou nesta terça-feira (24/08) que vai fazer mudanças em seu aplicativo para permitir que os usuários troquem entre diferentes formas de transporte quando quiserem, no momento em que cidades dos Estados Unidos estão mais atentas ao problema de congestionamentos gerados por aplicativos.

Em um movimento claro para competir diretamente com o Google Maps, as novas opções do Lyft permitirão que você alterne entre várias opções de viagem, como mostra a imagem abaixo.

 

(Imagem Lyft)

Basicamente, se o trem for mais rápido e mais barato do que ligar para um carro, essa opção aparecerá na parte superior do aplicativo. Também haverá um "seletor de modo único" que facilita encontrar o melhor preço para uma viagem sem ter que deixar de usar o aplicativo. 

A plataforma Lyft opera em mais de 300 cidades dos EUA e Canadá, oferece serviços de bicicleta em oito cidades e patinetes elétricos em 20 cidades dos EUA, opções que serão integradas no aplicativo, que também mostrará opções de aluguel de carros.

(Fotos Lyft)

Informações detalhadas sobre alternativas de transporte público serão disponibilizadas em 2020 nas cidades de Boston, Chicago, Denver, Los Angeles, Nova York, Seattle e Washington, disse a Lyft.

A empresa e sua maior rival, Uber, estão sob crescente pressão de cidades nos EUA que acusam as empresas de aplicativos de transporte de serem responsáveis pelo aumento do congestionamento ao tirarem as pessoas do transporte público para colocá-las em carros individuais.

De acordo com o portal online de notícias The Verge , a Lyft está agindo de acordo com a tendência observada no verão passado, que viu um em cada oito usuários optando por utilizar bicicleta ou scooter nas cidades onde esses modos foram disponibilizados. 

Os novos recursos da plataforma começarão em partes a serem lançados entre o dia 24/09 e as próximas semanas. 

O serviço da plataforma Lyft não está disponível para o Brasil.