Novo Motorola RAZR custará bem mais do que R$ 6.000

Novo Motorola RAZR custará bem mais do que R$ 6.000

Por RODRIGO DHAKOR

Por Rodrigo Dhakor

Os rumores e as especulações duraram vários anos, mas agora é oficial, o Motorola RAZR, um nome familiar em meados dos anos 00, no auge da popularidade dos telefones flip, está de volta. 

Ele foi lançado pela Motorola na quarta-feira (13) em um evento na cidade de Los Angeles. As especificações agora são conhecidas, assim como o preço, os países em que serão vendidos e algumas das redes que os transportarão. 

Diferentemente do RAZR original, lançado há 15 anos, o novo gadget é um smartphone que possui uma tela (Flex View) de 6.2 polegadas que se dobra quando fechada, além de outra tela menor (Quick View) para exibir notificações em seu shell externo.

Em janeiro deste ano, o Wall Street Journal informou que o RAZR quando revivido custaria em torno de US $ 1.500 (R$ 6.319,65) e esse preço estava correto. Caro para um telefone dobrável, e ainda muito mais quando você considera que as especificações de hardware do aparelho são basicamente medianas.

(Fotos Motorola)

A tela principal do novo Motorola RAZR será de OLED HD + de 6,2" flexível (876x2142 pixels) com proporção de 21: 9 que, como mencionado, pode dobrar completamente ao meio. A empresa diz que não há espaço entre as duas metades da tela quando ela é dobrada. 

No modo dobrado, os usuários poderão acessar a tela secundária Quick View de 2,7" (600x800 pixels), que pode ser usada para tirar selfies, visualizar notificações, controlar a reprodução de música e muito mais. 

A Motorola emitiu uma declaração sobre a durabilidade do RAZR após preocupações com as dobradiças, apesar do fato de a garantia da Motorola cobrir substituições. Não está claro exatamente quantas vezes os dispositivos RAZR foram dobrados e desdobrados durante os testes de estresse. 

A empresa confia na durabilidade do monitor Flex View de seu dispositivo, dizendo que eles não lançaram o RAZR no mercado até que soubessem que estava pronto. Segundo eles, o dispositivo supostamente "durará a vida útil média de um smartphone". E ainda acrescentaram:

"Reconhecemos que essa é uma tecnologia totalmente nova e estamos comprometidos em continuar melhorando à medida que a indústria evolui. Por isso, criamos um pacote de serviços de classe mundial para garantir que cada cliente Razr tenha uma experiência excepcional".

(Fotos pocket-lint)

A câmera frontal terá 16 megapixels f / 1.7 no telefone, que funciona como uma câmera selfie no estado dobrado do telefone e como principal no estado desdobrado. Também foi incluído o modo de visão noturna no software da câmera para garantir que o telefone tire boas fotos, mesmo em condições de pouca iluminação. Os algoritmos de IA foram usados ​​para melhorar as imagens com pouca luz.

Também há uma câmera de 5 megapixels presente no entalhe principal da tela. Ela pode ser usado para tirar selfies quando você não deseja fechar o telefone ou precisa de mais espaço na tela para criar sua selfie corretamente.

Em termos de software, o Motorola RAZR administra o Android 9 Pie e a empresa garante que quando você abrir o telefone, o que estiver vendo na tela secundária transita sem problemas para a tela principal.

O seu lado inferior abriga o sensor de impressão digital, bem como uma porta USB Tipo C. Entre outras especificações, você encontra um núcleo octa Qualcomm Snapdragon 710 SoC, emparelhado com 6 GB de RAM e uma bateria de 2510 mAh

Em termos de opções de conectividade, não há slot para cartão SIM do telefone, mas ele suportará cartões eSIM. Além disso, a Motorola adicionou suporte NFC, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 802.11ac, 4G LTE e GPS. Suas medidas são de 72 x 172 x 6.9 mm no estado desdobrado e 72 x 94 x 14 mm no dobrado. Seu peso é de apenas 205 gramas.

O novo Motorola RAZR será lançado em 9 de Janeiro de 2020, sua pré-venda abre ainda esse ano no dia 26 de Dezembro e estará inicialmente disponível apenas em lojas da Verizon

O preço do modelo será de US $ 1.499,99 ou US $ 62,49 / mês em um plano de 24 meses. (Aprox. R$ 6.319,65. Cotação do Dólar em 21/11/2019). 

Não há informações sobre a chegada do modelo ao Brasil. Uma lista existente informa apenas que sua distribuição será feita em países do Reino Unido, União Européia, América Latina, Ásia e Austrália.